Enxergando à frente, OGX planeja investir US$ 2 bi em 2011

1
168

Neste ano, a OGX pretende desembolsar cerca de US$ 2 bilhões em investimentos em suas campanhas exploratórias, informou o Diretor-Geral da empresa de petróleo e gás do grupo EBX, Paulo Mendonça. “O valor será destinado à perfuração de poços exploratórios e produção por meio do Teste de Longa Duração”, explicou Marcelo Torres, diretor financeiro da companhia. Durante o ano passado, foram investidos R$ 2,4 bilhões, como consta do balanço apresentado pela empresa.

O exercício de 2011 será marcado pelo início da produção da companhia de Eike Batista. A primeira extração da OGX está prevista para o terceiro trimestre, na acumulação de Waimea, na Bacia de Campos, e se dará por meio de um Teste de Longa Duração que poderá registrar vazão de até 20 mil barris por dia. Segundo a empresa, o processo de produção definitivo pode chegar a 40 mil barris por dia.

O executivo afirmou que todos os equipamentos e serviços necessários para o início da produção já estão assegurados. “Todos os equipamentos-chave desta fase de produção já foram contratados junto a fornecedores mundialmente conhecidos e parte deles já começou a ser entregue”, disse Mendonça, durante teleconferência com analistas para comentar o balanço da companhia em 2010.

Conforme a demonstração de resultados divulgada na sexta-feira, companhia, que é pré-operacional, ampliou seu prejuízo em 34,6%, totalizando R$ 135,5 milhões no ano passado. O resultado foi atribuído à intensificação das atividades e à campanha de perfuração, que resultou na descoberta de mais de 30 poços de gás natural e óleo ao fim de 2010.

A OGX possui atualmente direitos de concessão sobre sete blocos exploratórios na Bacia de Campos, cinco na Bacia de Santos, cinco na Bacia do Espírito Santo, cinco blocos na Bacia do Pará-Maranhão, sete blocos exploratórios na Bacia do Parnaíba e outros cinco na Colômbia.

Fonte: Valor Econômico

Por Marcus Lotfi

1 COMMENT

Deixe uma resposta