Rapidinhas da noite!

1

Enquanto marítimos ameaçam Greve no Apoio Marítimo, funcionários do CENPES prosseguem com sua Greve. Pesadores são presos no Pará com 120 tubarões pescados ilegalmente e morte de funcionário da Petrobras gera investigação interna para apurar responsabildiades. Vamos nós com as Rapidinhas e lembramos a todos. É RN 72, e não NR, ok? Ainda nem chegamos na NR 40, assim, falta ainda muito para a 72. Vamo que vamo!

Segue a Greve no CENPES – Os operários do Consórcio Novo Cenpes (CNC), laboratório do pré-sal da Petrobras, que fica na Cidade Universitária, na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro, estão há 35 dias de greve. Eles reivindicam o adicional de periculosidade correspondente a 30% dos salários. Ainda sob tensão, com a presença efetiva de policiais que tentam coibir o movimento, os 1.500 operários e mais representantes do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção Pesada (SITRAICP), esperam, nesta quarta, reunir parlamentares e órgãos da imprensa no local, onde já foram registrados casos de agressões aos operários. A greve, que começou após denúncia, em janeiro, de vazamento nas tubulações de gás, foi considerada não abusiva pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) que já solicitou ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) o julgamento do movimento, bem como perícia para avaliar os riscos da obra.

Pesca ilegal no Pará – Cerca de 120 tubarões pescados ilegalmente foram apreendidos na costa do Pará. A embarcação e a carga foram apreendidas e o proprietário multado em R$ 110 mil. Eles estavam em um barco que não tinha autorização para praticar a pesca desta espécie. Os pescadores usavam centenas de anzóis presos em cordas para capturar os tubarões, procedimento proibido pelo Ibama.  O pescado foi doado aos necessitados.

BR investiga morte de funcionário – A Petrobras estabeleceu uma comissão para análise das causas do acidente que resultou na morte do prestador de serviço Ednaldo Barros da Silva, 28 anos, na manhã desta quarta-feira (6), no Polo Petroquímico de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Segundo o Sindicato dos Químicos Petroleiros, Ednaldo despencou de uma torre de cerca de 50 metros quando trabalhava no apoio à desmontagem de tubulações com utilização de técnica de alpinismo industrial. O acidente ocorreu às 9h45 na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (FAFEN). Em nota divulgada à imprensa, a Petrobras informa que o trabalhador era contratado pela MSC Serviços Técnicos, empresa contratada para realizar serviços de manutenção na fábrica. A Petrobras informa ainda que a Unidade de Ureia foi imediatamente isolada e as autoridades constituídas informadas. O horário do sepultamento do corpo do funcionário não foi divulgado. A empresa está prestando a assistência aos familiares.

Com as informações – Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

  1. a principio agradeço o portal maritimo pela atenção a nossa causa, é inadimissivEl o que esses patrões tem feito com funcionarios em todo território nacional e um absurdo ,muitos demitem e mandam procurar a justiça e outro como ´´consorcio novo cenpes“ ñ querem pagar aos trabalhadores o que tem de direito, isto são coisas abominaveis que devem ser assistidas pelos nossos politicos com rigor, para quando trabalhadores fizerem outras denuncias por abusos de patrões seja rapidamente apuradas.pois já faz 37 dias de greve e até agora nada precisamos pagar nossas contas e nos alimentar,não recebi pagamento final do mês e só estou com a cesta basica que o sindicato forneceu a nós trabalhadores,não vejo a hora desta greve acabar pq preciso trabalhar para honrar meus compromissos que sempre honrei. quero agradecer ao PORTAL MARITIMO por este espaço e pedir que se vcs conhecerem alguem que possa interceder por nós agradeceremos de coração pois ñ aguentamos mais essa situação.

Deixe uma resposta