Submarino tripulado promete chegar a mais de 11 kM de profundidade

0

Um novo submersível tripulado, desenvolvido pela empresa Triton Submarines é a nova esperança para se chegar novamente ao local de maior profundidade dos oceanos da Terra, na Fossa das Marianas, no Oceano Pacífico, que passa dos 11 mil metros.

O local foi estudado pelos navios da coroa britânica Challenger I e II e, em 1960, um membro da Marinha dos Estados Unidos e um pesquisador chegaram ao fundo dos mais de 11 km da fossa marinha em um submersível. Entretanto, nestes 51 anos, mais nenhum veículo tripulado chegou a esta enorme profundidade, antes do Triton 36.000 uma alusão à profundidade que, em pés, é de 36 mil.

Triton 36000

O site PopSci conta que a empresa costuma fabricar submersíveis capazes de atingir profundidades de cerca de mil metros, mas nada nem próximo à profundidade da Fossa das Marianas. Para conseguir este feito, A Triton Submarines teve a ajuda da Rayotec Scientific, que desenvolveu um novo desenho para a cabine de passageiros, utilizando também um novo tipo de material.

Espera-se que o Triton 36.000 chegue até profundidades superiores a 11 km.

O vidro da cabine é feito de borosilicato, um tipo de vidro que fica mais resistente com o aumento da pressão, ou seja, quanto mais fundo o submersível estiver, mais resistente é a cabine, explica o site PhysOrg. O Triton 36.000 foi projetado para levar três pessoas e as demais tecnologias envolvendo o veículo ainda não foram divulgadas por que a patente ainda não foi liberada.

O submersível ainda passará por testes antes de descer à Fossa das Marianas – principalmente com relação à resistência à pressão que, a 11 mil metros de profundidade é equivalente a 1.100 vezes a pressão atmosférica. Mesmo assim, os seus criadores estão bastante confiantes em atingir a Challenger Deep, como ficou conhecido o local.

Com as informações – Daniel Pavani / Yahoo!

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta