Holandês cria embarcação solar elétrica para exploração da vida marinha

0

A energia solar vai literalmente deixar sua marca nos submarinos, ao invés de sobre o mar. Concebido por Gert-Jan van Breugel, o explorador de recifes de corais (daí o nome Reef Explorer) movido a energia solar permitirá  que os passageiros desfrutem das paisagens subaquáticas dos mares, oceanos e lagos.

Conceituada especificamente para os recifes de corais, esta máquina avançada está pronta para preencher o nicho econômico do mercado de turismo, com uma virtude “verde”. O submarino inovador integra um casco visivelmente transparente, que funcionará como uma janela para a visão debaixo d’água. Ele também é ladeado por duas outras “asas” como casco (com hélices), completando assim o sistema multi-casco para reduzir o efeito de arraste por água.

Todo o corpo do submarino é composto de polietileno, um plástico resistente, leve e durável. O casco transparente será composto de duas chapas de policarbonato (material utilizado nos vidros à prova de balas e cockpits de avião de caça).

Projeto revolucionário

Esta engenhoca notável integra células solares para geração de eletricidade limpa. Segundo o designer, a criação terá vantagem dupla. Em primeiro lugar, o mecanismo de propulsão limpa alimentado pela energia solar não causará nenhum dano aos ecossistemas locais,  em segundo, a máquina será utilizada especificamente nas regiões do equador.

Os recifes de corais se desenvolvem em áreas onde a temperatura da água é alta. As temperaturas mais elevadas destas águas concentram-se no equador onde a incidência solar é intensa. O fato de ser equipado com painéis solares faz com que o barco se beneficie disso. Seu desempenho melhora nesta região porque além da alta intensidade de luz solar, os raios são perpendiculares, portanto quase não há sombras nas células solares.

A embarcação será alimentada por dois motores elétricos silenciosos de 12 volts, enquanto os painéis solares serão dispostos em cada lado do casco. O excesso de energia gerada pelas células podem ser guardadas em quatro baterias de ciclo profundo, e usado durante situações de emergência.

O novo explorador é uma alternativa segura e fácil de levar as pessoas a uma experiência no mundo subaquático. O barco movido a células solares para uma propulsão limpa não prejudica o ecossistema vulnerável dos recifes de coral. O barco é completamente silencioso e não vaza óleo. O casco especial reduz a formação de ondas minimizando o impacto entre o homem e a vida marinha. Os peixes não são perturbados e os corais não são tirados e comercializados como souvenirs. 

Com as informações – Ciclo Vivo

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta