Construção Naval quer garantias do Governo para o Pré-sal

0

O Presidente do Sindicato da Construção Naval (Sinaval), Ariovaldo Rocha, afirmou que o setor está se estruturando para atender à crescente demanda motivada pelo crescimento dos empreendimentos nesta área, realizados principalmente pela Petrobrás, mas manifesta a necessidade de ter apoio governamental, pois esse setor industrial só opera com apoio de Governo.

“Apoio significa viabilização de encomendas, normas práticas e financiamento. Queremos ser competitivos no mercado externo e nem de longe pensamos em obter subsídios”, cobrou Rocha. O problema é que, apesar das metas de nacionalização nas obras e produtos do pré-sal, que se situam entre 65% e 70% – podendo chegar até a 80%, a constante valorização do real estimula importações e torna os produtos e serviços brasileiros menos competitivos.

Com a cotação atual do real hipervalorizada frente ao dólar, o setor naval brasileiro já enfrenta dificuldades para manter as encomendas do pré-sal no país. O Presidente do Sinaval lembra que o setor da Construção Naval é de ciclo longo de planejamento e produção, que produz um bem de capital sob encomenda, navios ou plataformas de produção de petróleo.

No entanto, como comprovam estudos recentes, vai ser difícil competir com fornecedores estrangeiros para viabilizar obras do pré-sal no Brasil se a atual disparidade cambial for mantida.

Com as informações – Hora do Povo

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta