Petrobras faz umas das maiores descobertas do Golfo do México

0

A Petrobras informa duas importantes descobertas de petróleo e uma descoberta de gás em águas ultraprofundas na área de Hadrian, na concessão Keathley Canyon, na porção norteamericana do Golfo do México. Estima-se um volume recuperável superior a 700 milhões de barris de óleo equivalente no conjunto dos blocos de Keathley Canyon, configurando uma das maiores descobertas realizadas no Golfo do México na última década.

As descobertas de Hadrian estão localizadas a cerca de 400 km a sudoeste de Nova Orleans, em uma profundidade de água de aproximadamente 2,1 mil metros. Avaliações preliminares acenam para a existência de um importante conjunto de descobertas de hidrocarbonetos nessa região.

A descoberta ocorreu através da perfuração do poço KC 919#3, no bloco KC 919, e confirmou uma acumulação de petróleo com mais de 144 metros de espessura de reservatório. Objetivos mais profundos ainda serão perfurados.

Em atividades anteriores de perfuração já havia sido descoberto petróleo nos blocos KC 919 e KC 918 – Hadrian Norte -, e gás nos blocos KC 963 e KC 964 – Hadrian Sul. Em Hadrian Norte, foram encontrados petróleo de alta qualidade e gás associado nos reservatórios, com mais de 167 metros de espessura de acumulação de petróleo e uma pequena quantidade de gás, com potencial de volumes maiores. Em Hadrian Sul, foram descobertos cerca de 61 metros de acumulação de gás natural.

A ExxonMobil é a operadora do projeto, com 50% de participação nos blocos KC 918, KC 919, KC 963 e KC 964. A Petrobras America, subsidiária da Petrobras com sede em Houston, Texas, detém 50% do bloco KC 918 e 25% dos blocos KC 919, KC 963 e KC 964. A Eni Petroleum US LLC participa com os 25% restantes. 

A Petrobras no Golfo do México

A Petrobras é uma das líderes nas operações em águas ultraprofundas, sendo beneficiada pela experiência e tecnologia desenvolvidas em suas operações offshore no Brasil.

A Companhia é a operadora nos campos de Cascade (100%) e Chinook (66,7%), atualmente em desenvolvimento, e tem participação nas descobertas de Saint Malo (25%), Stones (25%) e Tiber (20%). Além disso, detém a concessão exploratória de uma área significativa e com características similares, a qual será testada, consolidando uma base sólida para a atuação da Companhia no Golfo do México.

Por Redação Portal Marítimo

Deixe uma resposta