Novos armazéns para o Porto de Fortaleza

0

O Porto de Fortaleza continua a fazer investimentos em ampliação de sua capacidade. Dois novos armazéns para carga geral estão em construção na retroárea do terminal do Mucuripe. O maior deles, com 6 mil m², está sendo erguido em substituição ao armazém 5, hoje localizado próximo à faixa do cais.

O cronograma da obra já cumpriu 60% das atividades. Sua finalização implicará a demolição do armazém 5, a fim de facilitar o trânsito de guindastes necessários para a operação de navios de contêiner no berço 5 do cais de atracação comercial do Porto de Fortaleza.

“No passado, os armazéns ficavam próximos à faixa do cais de atracação dos navios, pois as cargas eram transportadas em sacas ou pallets, por homens ou empilhadeiras, do navio aos armazéns. Era preciso que fosse próximo para diminuir o esforço”, conta Mário Jorge Cavalcanti, Diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária da Companhia Docas do Ceará (CDC), empresa que administra o terminal portuário da Capital.

Contêineres

O Diretor explica que com o passar do tempo, surgiram os contêineres, que exigem maquinário pesado e espaço para a carga e descarga de navios, fator que justifica a relocação da estrutura. Além do novo armazém 5, o Porto de Fortaleza está finalizando a construção de um outro estruturado com capacidade de 3 mil m², também para atender à demanda crescente por estocagem.

De janeiro a maio de 2011, a CDC já registra movimentação de 1.673.367 toneladas de mercadorias. No ano passado, a empresa registrou recorde de movimentação, contabilizando a marca história de 4,2 milhões de toneladas.

“A expectativa é que o número seja mantido neste ano de 2011”, destaca Mário Jorge.

Dragagem

Já a dragagem do Porto do Mucuripe estão 95% concluídas. As obras que começaram em setembro de 2010 tem prazo de término previsto para julho de 2011 e resta apenas o acabamento do cais. O investimento de R$ 54 milhões irá permitir que navios maiores cheguem até o Porto.

Com as informações – Diário do Nordeste

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta