Portuários fazem manifestação em Niterói

1

Centenas de portuários realizaram um protesto, na manhã de ante ontem, durante a primeira audiência pública na Câmara dos Vereadores de Niterói para discutir parâmetros urbanísticos para as instalações industriais na cidade, com base no projeto de lei nº. 146/2011 de autoria do Vereador Vitor Júnior (PT).

Os trabalhadores e representantes das empresas Nitshore e Nitport (arrendatárias do Porto de Niterói) alegam que o projeto de lei inviabiliza as atividades portuárias na cidade e sua expansão, favorecendo apenas aos interesses do estaleiro Mac Laren, que também pretende ampliar suas atividades. Os portuários estacionaram carretas com faixas de ordem em frente à sede da na Câmara, na Avenida Amaral Peixoto.

De acordo com os manifestantes, o projeto de lei pretende restringir atividades offshore consideradas vitais, como estocagem, armazenamento e PSV’s (que são as manobras de barcos de apoio à plataforma), além de tentar proibir instalações de guindastes de grande porte, carga e descarga, pórticos e desembarque em embarcações apoiadoras, entre outras operações.

Em contrapartida, os funcionários do estaleiro MacLaren também se manifestaram, porém a favor do projeto. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói, mais de 800 pessoas, entre funcionários da Mac Laren e desempregados do setor, compareceram à Câmara em favor do estaleiro, pois sua ampliação geraria mais emprego e renda do que a ampliação do porto.

O Vereador Vitor Junior, autor do projeto polêmico em tramitação na Casa, afirma que a Câmara tem direito de legislar sobre questões urbanísticas, e definir as atividades que devem ser exploradas no solo do município, e, além disso, sobre o que trará mais benefícios para a cidade, favorecendo o maior número de pessoas.

Com as informações – O Fluminense

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta