Porto de Antonina tem seu destino nas mãos do Pré-sal

0

O Secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse, ao participar do Fórum Empresarial que discutiu investimentos nos modais de transportes do Estado, em Ponta Grossa, que a retomada das atividades portuárias no município de Antonina é uma obrigação do Governo.

Ele destacou que a exploração do pré-sal trará para os portos paranaenses a possibilidade de operações offshore (atividade no mar), e de supply-boats (embarcação de suprimento). “Neste momento, o Estado do Paraná deve promover a integração de todos os seus órgãos para ser um indutor e facilitador de projetos viários que potencializem ainda mais os ganhos alcançados nos terminais marítimos de Paranaguá, e que recuperarem a área portuária de Antonina”, disse o Secretário.

Os estudos para futuras operações de offshore graças à descoberta de petróleo na camada do pré-sal da costa brasileira podem incrementar a navegação de supply-boats na costa paranaense. “Antonina tem condições de dar apoio aos futuros fornecedores do pré-sal, e também implantar outras atividades na área portuária, como o reparo de pequenas embarcações, que hoje é feito em outros Estados, com o município abrigando estaleiros de pequeno e médio porte, além de desenvolver um projeto destinado ao incremento da navegação de lazer”, afirmou o secretário. Ele lembrou que os projetos devem respeitar as necessidades de preservação do meio ambiente.

DISPONIBILIDADE DE ÁREAS

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística já havia anunciado para empresários reunidos na Federação das Indústrias do Paraná estudos para a construção de 140 metros de cais no terminal público Barão de Teffé, em Antonina, o início de avaliações operacionais e logísticas para a construção de um novo armazém, e a disponibilidade para a ocupação da área retroportuária de 350.000 m2., localizada frente à baía.

A implementação dos projetos, de acordo com o secretário, será facilitada com da dragagem na baía, desde o Canal da Galheta, no Porto de Paranaguá, até os terminais de Antonina. “Os investimentos do pré-sal são um grande motivador para que o planejamento viário ajude na consolidação de empreendimentos, resgatando para Antonina a importância que o município já teve na economia estadual”, afirmou José Richa Filho.

Com as informações – Governo do Estado do Paraná

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta