Eike na briga pelas plataformas da Petrobras

1

O empresário Eike Batista está de olho em uma fatia dos US$ 224,7 bilhões que a Petrobras prevê investir no período de 2011/15. A OSX, empresa de logística do grupo EBX – que está construindo um estaleiro no Porto do Açu, no Estado do Rio de janeiro – pretende participar da licitação que a empresa Sete Brasil vai realizar para a construção de 21 sondas de perfuração para serem afretadas (alugadas) para a Petrobras.

Por sua vez, a estatal está fazendo a licitação para o afretamento dessas sondas. A Sete Brasil é um dos armadores navais que está participando do processo, e já venceu a licitação das sete primeiras sondas que serão construídas pelo estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco.

A informação da possível participação da OSX na concorrência para a construção das sondas foi dada na tarde desta sexta-feira pelo Diretor-Presidente da OSX, Luiz Eduardo Carneiro.

– Qualquer licitação que envolva embarcações ou unidades offshore nos interessa. Estamos conversando com a Sete Brasil, se vamos ou não (participar) e com quem – explicou.

A OSX está investindo cerca de US$ 2 bilhões na construção do estaleiro que pretende ser o maior das Américas, com capacidade para processar 180 mil toneladas de aço. O executivo explicou que a prioridade do estaleiro é atender à demanda de encomendas de equipamentos da OGX, empresa do setor de petróleo do grupo, mas terá capacidade e condições de atender a outros clientes como a Petrobras.

– Os dados do plano da Petrobras sinalizam que nós estamos construindo esse estaleiro com tecnologia de última geração, de maior capacidade das Américas, no lugar certo e no momento certo. Estamos querendo participar do jogo da melhor forma, sempre preservando a prioridade de atendimento da OGX – destacou Carneiro.

A Sete é uma empresa naval (armador) criada recentemente, formada pelo Fundo de Investimentos em Participações – FIP Sondas, gerido pela Caixa Econômica Federal (que detém 90% da empresa), além de investidores de mercado, como cotistas, incluindo fundos de pensão e bancos de investimentos brasileiros. A Petrobras também participa, com 10% das ações da empresa.

A OSX , criada em 2009, além do estaleiro tem outra atividade de prestação de serviços e afretamento de sondas e plataformas. Atualmente a empresa já tem contratos de afretamento para a OGX . cinco navios-plataforma e duas outras plataformas fixas, para produção de petróleo.

O primeiro navio-plataforma é o OSX-1, que será entregue pelo estaleiro Hyundai no próximo dia 13, em Cingapura. A plataforma será instalada na Bacia de Campos, onde a OGX vai iniciar a produção de petróleo em outubro. Os três primeiros navios-sonda estão sendo construídos no exterior, mas a OSX estima que os dois últimos, o OSX-4 e o OSX-5, já serão construídos no estaleiro do Porto do Açu, que está previsto iniciar as operações em 2013.

A OSX teve um prejuízo líquido de R$ 10,949 milhões no segundo trimestre de 2011, contra lucro de R$ 23,124 milhões obtido em igual período do ano anterior. No semestre, a companhia teve um prejuízo de R$ 32,844 milhões. A receita foi de R$ 25,350 milhões entre abril e junho deste ano e R$ 34,843 milhões no acumulado do ano. O executivo explicou que, nesta fase inicial das atividades, é natural a companhia ter resultado negativos. A OSX vai começar a ter uma receita efetiva a partir da entrada em operação da primeira plataforma, a OSX-1 .

Com as informações – Ramona Ordoñez / O Globo

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta