Mauá e EISA pegam encomenda de oito navios da Transpetro

4

O Estaleiro Mauá, de Niterói, poderá receber a encomenda de mais quatro navios do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef), subsidiária da Petrobras. A previsão foi feita pela engenheira naval da empresa, Ana Paula dos Santos Costa, nesta quinta-feira, durante a Navalshore 2011 – Feira e Conferência da Indústria Naval e Offshore. O evento, que acontece desde quarta-feira, no Rio, termina na sexta-feira.

A expectativa é que as construções tenham início no ano que vem, abrindo milhares de oportunidades de trabalho no setor.

O Presidente da Transpetro, Sérgio Machado, anunciou que mais oito navios do Promef serão construídos no Estado e apontou o Estaleiro Eisa, do Rio, como o principal concorrente para atender essa demanda. Mas a engenheira naval da empresa lembra que, como o Eisa e o Mauá fazem parte do mesmo grupo, a probabilidade é que os trabalhos sejam divididos entre os dois estaleiros.

“Já lançamos três navios no Estaleiro Mauá e o quarto está sendo feito. Vamos entregar dois ainda em 2011. O Celso Furtado entre o fim de agosto e o início de setembro e no final do ano o Sérgio Buarque de Holanda. Estamos negociando oito navios de produto com o Eisa. Não sabemos direito como isso será gerenciado, mas acreditamos que para nos atender mais rápido eles vão dividir os trabalhos com o Mauá, até porque lá está sendo feito o quarto navio de uma encomenda de quatro”, explicou a engenheira.

Navios prontos até 2016 – A executiva não precisou o início dos trabalhos, porém revelou que as negociações com o Estaleiro Eisa estão em conclusão e a expectativa é para o ano que vem. O cronograma da Transpetro prevê a entrega desses oito navios até 2016.

Com as informações – Lívia Neder / O Fluminense

Por Rodrigo Cintra

4 COMENTÁRIOS

  1. Pessoal vaga de soldador no EISa tem muita vaga, mas é bom ficar atento que as coisas no EISA não ta muito bom não! Exemplo pessima administração, atraso de pagamento, não pagamento da PLR de 2011!

Deixe uma resposta