Huet, CBSP e a “falta” de mão-de-obra no mar

46

O discurso da mídia a respeito das profissões marítimas relacionadas diretamente com o petróleo é o mais animador possível. Imagens e mais imagens tentando nos convencer de que estão chovendo empregos no offshore. Podando este discurso dos eufemismos, realmente não é difícil acreditar que o setor carece de mão-de-obra qualificada. No entanto, não acredito que esta necessidade tenha simplesmente surgido diante de nós, já adulta e cheia de vontades. Para tudo, existe um motivo.

O ensino técnico existe no Brasil antes mesmo do petróleo ser descoberto. Não houve, ao longo da história, incentivos palpáveis no tocante à inserção de técnicos no mercado petrolífero e/ou posteriormente, no mercado petrolífero offshore.

Não é, seu Valdemar?

Todos os dias, recebo e-mails de profissionais qualificados, poliglotas, bacharéis, e tudo o mais, desesperados porque deram seus currículos até para o Papa e nada conseguiram.

O silêncio que precede...

– Que p#@* de falta de mão-de-obra é essa??!!

Aí, partimos para o campo, procurando empregos e encontramos dificuldades, mas não as habituais quando se luta por um lugar ao Sol, mas dificuldades que vão, digamos, sobre as cabeças dos desempregados.

O que se diz por aí é que, sem os cursos Huet (escape de aeronaves submersas) e Salvatagem (CBSP) , você nem toma café na copa do mercado offshore. Os dois juntos têm um prazo de validade de dois a cinco anos, dependendo da empresa e do curso, e custam uma média de R$ 3 mil. Como, meu Deus, um sujeito desempregado, que almeja ser plataformista ou homem de área, emprego que paga um salário médio de R$ 2.500, conseguirá fazer um curso que custa R$ 500 reais a mais do que o salário que ele pretende ganhar?

Olha, Marcus, mas as empresas pagam isso aí...

Não, Datena. As empresas pagam em algumas situações. Não na maioria delas. 

Eu deposito todas as minhas fichas neste mercado, exatamente porque quero muito também entrar nele. Sou bacharel, falo inglês melhor do que muito oficial, pós-graduando em QSMS e estou pleiteando um emprego como técnico de segurança offshore. E estou com bastante medo deste mercado que, ao que está me parecendo, te chama, te seduz, mas bate a porta na sua cara.

O conselho que posso dar é: qualifique-se cada vez mais. Nunca pare de estudar, fazer cursos, aprender línguas que tenham a ver com o ambiente offshore (está cheio de noruegueses, holandeses…só escolher). No ruim de tudo, os mais fortes sobrevivem, como sempre foi, independente de qualquer boom, ou falso boom de empregos. 

Por Marcus Lotfi

46 COMENTÁRIOS

  1. vim de Belem do Pará para tentar entrar numas dessas empresas
    petróliferas + nem uma delas ainda me deram uma oprtunidade
    já estou 1 ano e 3 meses tentando gostaria que algum desses
    empresarios lesse meu comentario e me desse uma oportunidade
    dou tudo de mim para conseguir uma vaga até mesmo de homem de área
    já fiz salvatagem, espaço confinado.só preciso de uma oportunidade

  2. eu também fiz cbsp, huet e curso de taifeiro do senac e o máximo que consegui até hoje foi uma entrevista em fevereiro de 2011. continuo esbarrando na tal da experiência offshore.

  3. trabalhei quase 4 anos no estaleiro navship que faz os rebocadores da bram ambas do grupo edson chouest, pedi demissão larguei um salario de $ 1700 pra tentar uma carreira começando como moço de máquinas e me dei mal ate agora nada oq eu consegui é trabalhar numa escuna, queria ter uma oportunidade na bram sei meu potencial. desde ja agradeço

  4. a meus amigos que tambem estão tentandoeu tenho experienciae até agora nada já estou enjoado de mandar email se precisan de gente por não dar uma oportunidade p/ gente.

  5. pois eh pessoal eu tenho tds cursos mais de 5 anos de experiencia offshore, mas o meu dilema eh que moro no RS, e isso naum pode mais, um dos requisitos eh morar na região do rio de janeiro o espirito santo, quero ver se quando colocarem a bacia de pelotas em atividade se vai ter soh pessoal do sul?abraço

  6. pois é meus amigos sou do ES, eu tbm estou na mesma situação,sor moço tenho huet e salvatagem mas a oportunidade nunca aparece,como foi falado ja pedi ate pro papa mas parece que não adianta sem um bom QI,parece que so pagando mesmo.

    • Meu conselho para os Moços é candidatarem-se a Homem de área. Qualquer empresa com um mínimo de inteligência vai ver que vocês saem na frente a nível de conhecimento das atividades no mar. Contratam um monte de leigos. Para contratar leigo, contrata um Moço, pôxa.

    • Parece tudo lorota essa história de que tá faltando mão de obra, vai abrir num sei quantas mil vagas, estou tentando ha 2 anos tenho todos esses cursos e nada, quem estiver querendo começar nisso pense bem e não enriqueçam essas escolas, vai trabalhar em terra é mais firme e seguro.

  7. tenho arquivado mais de 1700 email de empresas roda semana envio curriculo e olhem q ja faço isso a mais ou menos um anoa e ate agora nada e olhem que vim da marinha de guerra onde estudei para ser mecancio chamado de motorista MO mais de 1500 horas de cursos e uns 08 anos em praça de maquinas em um bico fino e um navio varredor mas ate agora as portas estao fechadas pra min eu na verdade nen to mais insistindo ja mandei minha mulher jogar minha cir meus cursos no fundo do bau e partir pra outra dou ou sei la mais o q sou eu sai do curso como MOÇO DE MAQUINAS

  8. […] O acesso à qualificação é um problema de amplo espectro na Marinha Mercante. A maioria dos cursos são caros e o acesso a eles é difícil por várias razões. Dando uma olhada no site de uma das instituições mais renomadas na área de cursos Offshore, os cursos estão na média de R$ 3 mil cada. O salário médio de um homem de área ou plataformista gira em torno de R$ 2,500 . Eu já falei sobre isso aqui no texto “Huet, Salvatagem e a falta de mão-de-obra no mar“. […]

  9. Que isso galéra, continuem tentando. Uma dica que dou é ficar ligado nos site como linkedin, até mesmo facebook, que concerteza rola oportunidade
    falo isso por que moro em Macaé e tem sempre empresas recrutando aqui.

  10. CONCORDO COM BARCELOS , EXISTE SIM AS VAGAS E NAO SAO POUCAS, SOU GMDSS E AS EMPRESAS DE RH ESTÃO BUSCANDO A GENTE DENTRO DE SALA DE AULA, NÃO É SÓ PLATAFORMA AS TUG BOATS ESTÃO CONTRATANDO DIRETO, CABOTAGEM TMB, E COMO NOSSO AMIGO DISSE , QUEM TEM INGLES TENTEM ARRASTAR O BALDE , POIS JA TENHO UM AMIGO QUE COM MENOS DE UM ANO JA É SUB SEA. EXISTEM AS VAGAS.EM RELAÇÃO AO PESSOAL DO SUL, É VERDADE QUE ELES DÃO PRIORIDADE AOS LOCAIS COMO NÓS, SOU DE BUZIOS ,PERTO DE MACAÉ, A DESCULPA QUE ELES TÊM É QUE ONERA MUITO A FOLHA DE PAGAMENTO DISPOR DE TRANSPORTE PARA OS QUE NÃO SÃO DO RIO CONTUDO TENHO AMIGOS DE ITAJAÍ QUE ESTÃO REBOCANDO E ME AFIRMAM QUE ESTÁ AQUECIDO O MERCADO.
    PELO MENOS AQUI A PROCURA PARA RADIO OPERADOR ROP É MUITO GRANDE.

  11. Estou querendo entrar nesse ramo, mas não sei qual o curso que devo fazer, e ,se é necessário algum certificado especifico. Será que teria alguém para dizer qual é o melhor caminho ?

  12. Olá, Sou Engenheiro Elétrico, possuo inglês e gostaria de entrar nesse ramo, apesar de não ter experiência na área e nem cursos. Qual seria o melhor caminho?

  13. rapaziada essa é uma área muito seleta e cehias de indicação “ninguem quer largar o osso” e quem está dentro leva quem está fora. a dica é se qualificar cada vez mais e buscar. Tem que investir muito no inglês,isso é primordial, tem que ser fluente. faça também curso de heut e salvatagem. não fique espqrando que uma empresa pague para voçe. sai na frente, muitas empresas não querem esperar o profissional terminar esses cursos. dia desses tinha uma vaga aberta para ´téc.seg com heut e salvatagem.

  14. fala rapaziada, sou formado em tec. de seg trab, tenho heut e salvatagem, ja mandei curriculo para varias empresas e nada, mais não desisto nunca pq sou brasileiro e confio em Deus. Sou de Belém expecificamente Icoaraci. e-mail para contato: danilodanin@hotmail.com

  15. Gente , alguém sabe me dizer , se para ser comissário desses helicópteros offshore, é necessário algum curso diferenciado ? Huet, ou se existe algum curso voltado para comissarios de helicoptero?? Já sou comissária , mas de avião e quero mt entrar no offshore !!
    valeu !!

  16. Fala ai Galera, Eu tenho Curso Técnico de Eletromecânica, Homem de Area, eletricista … Mandei curriculum pra varias empresas e nada ainda… Ta osso, mais se Deus quiser vou conseguir e vcs tbm.
    Abraço e boa sorte pra geral.

  17. ola galera sou de vitoria ES e gostaria de saber , qual curso tenhor que fazer pra se torna um auxiliar de plataformista ?? eu tenho uma grana pra investi mas estou perdido ???

  18. ESTOU PENSANDO EM FAZER O CURSO DE HOMEM DE AREA COMPLETO, POIS TENHO ALGUNS CONHECIDOS EMBARCADOS, QUE ME ACONCELHARAM A FAZER POIS É UMA FORMA MAIS RAPIDA DE ENTRAR, E DEPOIS É SO PEDIR UMA OPORTUNIDADE EM OUTRA AREA E CRESCER E DE ACORDO COM SEU DESEMPENHO PODERA SUBIR DE CARGO.

  19. Cara, é incrível! Eu falo ingles fluente, alemão intermediário. Fiz o CBSP e o HUET com dinheiro do meu bolso. Gastei o que é a média dos cursos, mais ou menos R$ 3 mil. Não ssatisfeito, resolvi colocar mais um pouco de dinheiro em um curso de TAIFEIRO (acreditando poder ser mais uma porta de entrada no ramo offshore). Estou mandando currículo feito um maníaco e NENHUMA empresa responde. Vislumbrei uma possibilidade de entrar neste ramo por ser promissor, mas sinceramente.. nem entrevista, nem uma resposta sequer! E olha que estou me candidatando a vaga de homem de área ou taifeiro, o que eu acredito ser a porta de entrada mais fácil de entrada no mercado.

    Alguém tem alguma sugestão ? Será que estou fazendo algo errado ou deixando de fazer algo que possa ser de maior valia ?

    Abraco a todos!

  20. Como poucos lembraram, não é preciso ter apenas bons cursos e experiência na área, pois a maioria das empresas pegam os parentes dos funcionários mais antigos e pagam todos os cursos necessários, enquanto a maioria faz tudo do próprio bolso e cansa de esperar… No caso do inglês… aí sim já ta dentro de uma forma ou de outra. Se liguem na padrinhagem, é isso que emprega mais na área!

  21. sou de belem do para,ja estive em macae e nao consegui nada,tenho huett e cbsp e varios cursos do ciaba sou cozinheiro e é incrivel como nos qualificamos mais esbaramos na tal de experiencia de embarque , se nao derem oportunidades com vamos adquirir experiencia

  22. Bom ler esse blog. Sou téc. electromecânico, inspetor de equipamentos e passei no prominp agora fazendo mecânico montador pra ver se consigo algo na área. Mas no país do nepotismo é tudo incrivelmente mais difícil.
    E o pior é que fca um monte de picaretas políticos mentindo na midia. Tomem vergonha seus vagabundos. Espero mesmo que o TCU (tribunal de contas da união) e o ministério do trabalho entre em ação e ponha em pratica o que foi dito. Que a Petrobras terá que regularizar o numero de funcionários. Pois a mesma anda toda irregular no que diz respeito a contratações. Daí as gatas vão quebrar e os bons poderam ter seu bendito lugar ao sol.

  23. …bom amigos,achei interessante os depoimentos ,pesquisas no clickmacaé e tb estou tentando esse ramo,tenho a carteira de Radio Operadora da ANATEL com aprovação offshore ,inglês fluente,moro em SP e estou com medo de fazer o CBSP e HUIT.Preciso de ajuda pois aqui na Capital nada de investimentos e só vejo falar do polo em Macaé.Será que me arrisco ter que ir até o Rio?

  24. Não faça, vc só entrará por INDICAÇÃO.

    Mesmo com inglês fluente, avançado em informática, ótima saúde e muito dinheiro gasto em cursos.. não consegui entrar.

    As empresas que dão cursos lucram muito com tais notícias, pra todo mundo se matar pra pagar e depois não conseguir entrar.

    Sorte que tenho meu emprego noutra área, caso contrário ficaria muito puto.

  25. Meus amigos ta difícil ta mesmo n vou mentir mais uma coisa sei com Deus a frente tudo pode da certo o segredo e ele na frente de tudo,moro aqi em macáe a três meses e n consegui nada ate agora mais n vou desiste sei k Deus vai abençoa n desistam eu tenho so huet,cbsp e pretendo fazer taifeiro k e menos concorrido mais os cursos k vcs tem estão muito bem e eu k n tnho quase nada e n desiste,eu queria esta cm vcs bem estudados,sair de sergipe laguei o trabalho pra fazer o curso na baiha e vim praca e te agora nada mais toda luta tem sua recompensa a bíblia fala k tudo k plantamos colhemos seja bom ou ruim

  26. marcos dias,o problema é que as empresas estão operando em aguas brasileiras e estão exigindo ingles avançado,eles que tem que se adequar a nossa língua.é lei e lei é para ser cumprida,sou super qualificado ,não consigo embarcar,está cheio de safadesa,um monte , de empresas se aproveita do para arrumar dinheiro e a petrobras tambem,a triunfo suborna a petrobras direto..

  27. estou curso técnico em mêcanica de precisão me formo esse ano, se eu fizer algum curso desses ai citados sera que eu consigo algo nessa aréa sem ter expêriencia e por ser do Sul ?

Deixe uma resposta