Vai faltar Sondador e DPO no Brasil

27

Os Sondadores lideram a lista dos profissionais mais valorizados da indústria do petróleo no momento. Com o número crescente de plataformas que chegam ao Brasil para explorar o pré-sal, operadores de equipamentos de perfuração e sondagem viraram artigo de luxo no país. O salário pago a categoria subiu cerca de 70% nos últimos dois anos e já encosta nos R$ 20 mil. Mesmo assim sobram vagas e faltam candidatos.

Segundo o CEO da Petra Executive Search, Adriano Bravo, existem empresas de perfuração com 20 a 40 posições abertas. “As empresas terão que perfurar poços e não existem profissionais treinados em sondas de última geração para atender todas as empresas que chegam. Tem empresas que vão trazer dez sondas”, explicou.

Por força da legislação brasileira, as companhias de perfuração precisam preencher 80% da tripulação das sondas com profissionais brasileiros após o segundo ano de operação. Na falta de profissionais qualificados no país, algumas estão recorrendo a empresas terceirizadas para continuar operando com estrangeiros.

De acordo com Bravo, a grande rotatividade desses profissionais também ajuda a inflacionar mais o mercado. “Não existe um vinculo muito forte do sondador com o contratante e o profissional sai com freqüência por um salário maior”, avaliou.

Para o especialista, a próxima grande escassez será a de profissionais com qualificação em posicionamento dinâmico para operar embarcações offshore. “É uma posição que requer conhecimento muito especializado e muitas horas de prática”, afirmou.

Primitivo Duyprath, Sondador, concorda com a declaração do especialista. "Realmente, Rodrigo. As propostas são muitas. O momento é de as empresas valorizarem os Sondadores que têm em seus quadros"

As companhias de petróleo também enfrentam gargalos. Faltam profissionais para desempenhar funções específicas como, por exemplo, a contratação de FPSOs. Engenheiros com especialização em algum nicho da exploração também estão escassos. A disputa por esses profissionais deve se acirrar com a retomada dos leilões da ANP.

O crescimento de empresas nacionais de capital aberto como OGX e HRT é outro fator que pressionará o mercado. Com uma política salarial que inclui pacotes de retenção, como bonificação em ações, essas empresas já competem até com multinacionais. “Só aumentando benefícios em três ou quatro vezes para igualar”, afirmou Bravo.

Os salários pagos no Brasil já são em alguns casos maiores que nos EUA, África e em todos os países da América Latina. “Já contratamos engenheiros de reservatório e geofísicos que estavam trabalhando na Argentina e no Chile e vieram com o pacote local puro, sem nenhum adicional para expatriado”, lembra Bravo.

Mesmo assim ainda haverá uma transição gradual até que o mercado brasileiro consiga preencher todas as vagas abertas no setor petróleo. Bravo estima um prazo de sete anos para que a demanda seja equalizada. “As universidades precisam de um tempo para absorver as necessidades da indústria e adaptar seus programas”, previu.

A transição deverá abrir oportunidades para instituições de ensino técnico, mais ágeis na oferta de cursos mais focados na indústria. Um engenheiro que sai da universidade hoje precisa de um mestrado para se especializar em reservatório, por exemplo. Parte da demanda por qualificação deverá suprida internamente pelas empresas. Profissionais de outros setores também devem engrossar a oferta de candidatos. “Mesmo assim, acredito em algum atraso nas metas de Exploração & Produção”, afirmou Bravo.

Com as informações – Ricardo Vigliano / Energia Hoje

Por Rodrigo Cintra

27 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde.
    Concordo com a matéria.
    As Empresa tem de valorizar os seus profissionais hoje porque amanhã pode ser muito tarde.
    PRIMITIVO DUYPRATH DE ANDRADE

    • Se te disserem que existe este curso, cuidado. Um Sondador se forma a bordo, não tem jeito. São anos e mais anos para que você vá de Homem de Área, passando por Plataformista, Assistente de Torrista, Torrista, Assistente de Sondador até chegar a Sondador. Uma maneira mais rápida, mas não menos sacrificante, é você se formar em alguma Engenharia e candidatar-se a algum programa de Trainee das grandes empresas de petróleo, como a Petroserv/Ventura, Transocean, etc.

  2. eu sou um sondador mais da terra opero maquinas naum tao modernas fiz sondagem em uma pequena plataforma entre o itaqui e a alumar para uma firma gostaria de saber como faco para conseguir pelo menos colocar um curriculum numa dessas grandes firma e ter a oportunidade de aprender mais e me atualizar desde ja grato

  3. Para isso, vai ser necessário que você simplesmente envie seu currículo para as empresas de perfuração marítimas pois realmente faltam profissionais do ramo.
    Você iniciaria como no mínimo assistente de sondador, mas seria logo promovido.

  4. O Mercado está aquecido e vem se aquecendo cada vez mais. Principalmente em relação aos sondadores aptos a operar plataformas Cyber. Temos muitas SS’s de sexta geração vindo para o país ou sendo construídas, mas realmente não há gente suficiente. Este é um nicho do Mercado de Trabalho que deve ser explorado pelos que buscam as melhores oportunidades.

  5. Vamos esclarecer:

    1) Não tem que ter 80% da tripulação brasileira. A NR72 exige 2/3, ou seja, 66,67%.
    2) O postulante não precisa começar como “Homem de Área” para chegar a Sondador. Contudo, não se forma um Sondador em 6 meses ou 1 ano.
    3) O título da matéria falava em DPOs… no corpo do artigo, nada!

    sds,

    • Flávio, não existe NR 72. Ainda estamos na NR 35, se não me engano.
      NR’s são Normas Regulamentadoras e estão descritas no Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
      O que há é a RN 72, do CNI (Conselho Nacional de Imigração).
      RNs são resoluções normativas.
      A respeito do caminho para Sondador, eu expliquei os dois mais comuns.
      Falo comuns, porque já vi pessoas que vêm de empresas prestadoras de serviço que lidão com o controle de poço e entraram direto como Assistente, mas isso não é comum, isso sem falar nos que “caíram de pára-quedas”.
      Em relação ao título da matéria, entenda que eu apenas “clipei” um texto de outro site. Não posso alterar um texto de outro autor.
      Peço desculpas se o artigo te decepcionou (realmente não está falando nada sobre DPO – erro nosso) e te peço que nos escreva com informações relevantes para publicarmos pois, pelo visto, você conhece bem a área.
      Saudações e continue acessando nosso site.

      • Não concordo com o que o Flávio falou à respeito de sondador.
        1º – Para se chegar a Sondador, na minha opinião, tem sim que começar como Homem de Área e assim seguir carreira. Pq assim saberá tudo o que esta acontecendo ao seu redor, por ele já ter passado por todas as áreas, e não ficar como os Trainee´s, que não sabem nada e querem dar ordens sem mesmo saber o que esta acontecendo. Agora para se chegar a um operador de alavanca ou “alavanqueiro”, com até um ano se consegue… e assim acontecem vários acidentes, como vem acontecendo. Parabéns pela matéria Rodrigo.

  6. Realmente curso de Sondador, não esiste nesse Mercado.
    eu acho que o Interessado pelomenos deve fazer um curso técnico em Petróleo e Gás, p/ ter noções em Sistemas de estálações Submarina, Perfuração e Completação. Comportamento de Reservatório de Óleo e Gás. eu também a conselho o Interessado a fazer um outro Curso de Mecânica Industrial, p/ ter noções de Dinâmica e Estática Esquipamentos, Maquinários de uma Plataformas Pétroliferas.
    Bom é o meu conselho viu, p/ o Interessado está bem Qualificado e bem preparado. p/ essa área. p/ com um bom tempo de Experiência começando como Homem de Área, Sendo promovido como Plataformista, Subindo p/ Sondador.
    Bom, se eu estivér errado me corrija por favor.
    Na minha Opinião é que eu acho p/ se chegar a uma
    profissão de Sondador. que é uma responsabilidade muito Grande.
    Um Grande Abraçãooo.

  7. Sou operador de sonda de completação e gostaria muito de trabalhar em perfuraçao. A empresa em que trabalho não nos dá oportunidade na perfuraçao que ela tem. O que eu poderia fazer para ter oportunidade em outra empresa sendo de perfuraçao? Gostaria de uma orientaçao, obrigado.

  8. DPO ta sobrando na minha opiniao….ate mesmo com experiencia em sonda….quem pensa que ta facil pra trabalhar como DPO ta muito enganado….Nao temos tantas sondas DP´s perfurando no Brasil…e hoje o numero de profissionais formados com certificação de DP ja e tao grande que pelo menos,nessa função, nao existe escassez de mão de obra.

  9. sou formado em tecnologia de petroleo e gás pela estacio gostaria de saber se a minha formação seria um facilitador para o meu desenvolvimento como sondador?

  10. Trabalhei como plataformista, torrista e cheguei a sondador, em sonda de produção, mas ja fazem 10 anos que estou afastado do mercado, como faço para retornar? que cursos tenho que fazer ?,como faço para migrar para perfuração?

  11. como faço para fazer esse curso de sondador pra tentar ao menos começar a aprender em terra e quem sabe futuramente poder operar uma sonda em plataforma, grato!!!

  12. Sou Supervisor de mineração, formado como técnico em mineração, vou fazer curso de mecânico montador no senai pelo Prominp agora em setembro, com minha instrução consigo trabalho em plataforma ou embarcado? e onde encontro empresas para enviar meu currículo., grato

  13. eu também comecei como homem diario, passei a Plataformista, depois de fazer um curso de operação de Plataforma na Pêtrobras, passei a Torrista, passei a Sondador, hoje sou encarregado de Sonda, mais atuo na área de Poços para água, Gostária muinto de Trabalhar na área do Petróleo.

    Grato!!!!

  14. Ola gostaria que tirassem minha duvida tenho muita vontade de trabalhar numa plataforma futuramente mas não tenho nem uma instrução de curso a fazer me falaram que no minimo tenho que fazer salvatagem, mas gostaria de informações de cursos a fazer e qual é a hierarquia; Homem de areá, Plataformista, Sondador ????? obrigado

    • Não vai conversa de que fazendo CBSP (Salvatagem) vc irá conseguir embarcar. Siga um conselho: Faça um curso TÉCNICO e Inglês que terá 70% de chances para embarcar… ahierarquei é: Homem de Área, Plataformista, Assistente de Torrista ou Bombeiro, Torrista, Assistente de Sondador, Sondador, Encarregado de Plataforma e Superintendente. Forte abraço e boa sorte

  15. olá pessoal eu moro em Brasilia e gostaria de saber aonde posso fazer esse curso de sondador, me interessei pela area de petroleo e gas.
    obrigado

  16. Gostei da matéria. A vida offshore tem que começar com um propósito não somente financeiro, mas como busca de realização pessoal. O confinamento já tirou muitos dessa área desde que iniciei como homem de área. O sonho, a dedicação e a seriedade no que que se faz são elementos fundamentais para ter sucesso nessa carreira. Quando lhe perguntarem o porquê o offshore e você responder apenas sobre o dinheiro, estará declarando a derrota na carreira. O offshore faz parte do processo de desemvolvimento do nosso Brasil, cada colaborador a bordo é parte fundamental para o sucesso das metas estabelecidas pelos clientes. Nunca se esqueça que trabalhamos com pessoas e não somente máquinas. Desejo boa sorte para os que estão começando. Leia muito, estude muito e se dedique muito. Você verá que vale a pena.
    Marcio Costa
    S. Tool Pusher Cyberbase

Deixe uma resposta