Como a internet mudou o cenário do trabalho Offshore

1

O mercado se aqueceu de uma forma que até quem nunca teve vocação para o trabalho embarcado, agora diz que tem. Quando o time está ganhando, o que aparece de torcedor, não está no gibi, não é? Pois é. Hoje, temos a internet, que pode nos manter conectados mesmo a quilômetros e quilômetros de distância. E se não fosse assim?

Como seria a vida embarcada sem um Facebook para conversar com a família e os amigos, sem o Youtube para assistir entrevistas, jogos de futebol e para não perder a novela, ou sem mesmo um telefone para ligar de vez em quando?

Hum...I don't think so...

Dentre tantas mudanças na vida offshore, acredito que a internet tenha sido o adicional de maior impacto. Ouso inclusive, dizer que a internet possa até ter mudado o perfil do profissional embarcado. Antes, um sujeito introspectivo, pirata, sem raízes, castigado pelo costume forçado à distância dá lugar, hoje, a uma pessoa dinâmica, antenada, ligada no mundo de bordo e de terra através da rede mundial de computadores.

Esse dinamismo, essa necessidade de manter-se atualizado é uma tendência no mundo empresarial de hoje. Currículos Brasil afora contém informações como: “sou uma pessoa dinâmica, antenada, que veste a camisa da empresa…” e coisas do tipo. De fato, essa mudança tem como um dos principais responsáveis a internet. 

Penso que a rede, de uma certa forma, popularizou o mercado offshore, ajudando ainda mais no aquecimento do mercado. Ao contrário do que se pensava quando a internet começou a ser inserida nos ambientes de trabalho, a rede não atrapalha o trabalho, mas pode até dinamizá-lo. Todos os dias, preciso sentar ao meu computador e escrever um texto. Muitos contatos, informações relevantes, relatórios, me são fornecidos pela internet. Para falar a verdade, muito pouco uso o telefone.

Eu sou o melhor do melhor do mundo em resolver tudo pela internet...

Os meios de comunicação, como disse um grande pensador da comunicação chamado Marshall McLuhan, são extensões do homem. A internet congrega todos os meios num só. Você vê, fala, escreve e ouve por ela, aprende por ela, ensina por ela, e por aí vai.

A internet foi um verdadeiro bálsamo na vida dos trabalhadores embarcados. O que era abominável por quase todos, é aceito pela grande maioria, é querido por muitos e é um novo ideal de carreira para milhares de pessoas que nem pensariam nisso caso a vida embarcada não tivesse mudado da forma que mudou. A rede tem papel primordial nisso.

E você, embarcado? Trabalharia a bordo se não houvesse a internet? Faria tudo por amor à pátria, largaria a profissão, ou faria como os velhos lobos do mar, acostumaria-se?

Um forte abraço, pessoal, e amanhã tem mais!

Por Marcus Lotfi

1 COMENTÁRIO

  1. Plataformas da petrobras não tem acesso a internet livre.
    Apenas aguns sites e email são acessiveis.
    Facebook, msn, orkut, qualquer tipo de comunicação ou site social é bloqueado sumariamente.
    Mas colegas de plataformas privadas me falam que nelas a situação é diferente.

Deixe uma resposta