Após enchentes, Itajaí retoma operações

0

O navio Dolfijngracht, de propriedade da empresa armadora Spliethofs Transport B.v foi o primeiro navio a atracar no Complexo Portuário e Logístico do Itajaí após as enchentes ocorridas no Vale do Itajaí na segunda semana de setembro.

O cargueiro atracou no berço quatro do Porto de Itajaí, às 13h35min desta quarta-feira (15), após oito dias sem operações. Operou carga geral, importada da Argentina.

Portonave

A primeira atracação do Portonave Terminais Portuários Navegantes S/A após a retomada das operações foi do navio MSC Kristal, às 14h30min. Somente entre os dias 08 e 15, a Gerência de Programação do Porto de Itajaí registrou 24 cancelamentos de escalas, enquanto nove navios aguardavam na boca da barra para atracar.

Prejuízos

Os oito dias em que o Complexo Portuário e Logístico do Itajaí deixou de operar, em decorrência da forte correnteza do Rio Itajaí-Açu, devido ao grande volume de chuvas registrado no período, impactaram negativamente nos volumes operados pelo Porto Público e demais terminais instalados em sua foz.

Somente entre os dias oito e 15 de setembro, a Gerência de Programação registrou 24 cancelamentos de escalas, enquanto nove navios aguardavam na boca da barra para atracar nesta quinta-feira, por volta das 13 horas, quando o Complexo Portuário do Itajaí retomou operações.

 Mês

O Complexo encerrou o mês de agosto com um crescimento global, comparado com igual período do ano passado, de 14%. Porém, em comparação com julho deste ano, foi registrada uma moderada queda de 4,6%. Todavia com uma movimentação de 91,75 mil TEU´s (Twenty-foot Equivalent Unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés) o mês de agosto foi o segundo melhor mês de todos os tempos.

Escalas

Em termos de escalas, o Complexo registrou 96 atracações, ante 104 no mês anterior, decorrente do fechamento da barra por oito dias. Dessas escalas foram 39 no APM Terminal Itajaí, 50 no Portonave, cinco no terminal Braskarne, um no Polyterminais e um no Teporti.

Terminais

Em análise individual dos terminais que compõem o Complexo, o APM Terminals Itajaí teve uma movimentação de 41,2 mil TEU´s, com um crescimento de 14% sobre igual período do ano passado, tendo no acumulado do ano um crescimento de 35%.

Já a Portonave S/A – Terminais Portuários Navegantes, por sua vez, movimentou em agosto 50,55 mil TEU´s, com discreto crescimento sobre o mês anterior, quando movimentou 50,05 mil TEU´s. No acumulado do ano, porém, o terminal apresenta moderado recuo em suas operações, de 2%.

O Terminal Braskarne teve movimentação de 20,25 mil toneladas em cinco escalas, somando no acumulado do ano para 83,11 mil toneladas. O Teporti contabilizou uma escala, com 5,26 mil toneladas e o acumulado de 16,94 mil toneladas no período.

O Polyterminais também registrou movimentação de 4,21 mil toneladas e acumulado de 35,81 mil toneladas ao longo deste ano e o terminal Trocadeiro não registra movimentação em 2011.

No acumulado do ano o todo o Complexo Portuário do Itajaí registrou 838 escalas, ante 805 escalas no igual período do ano passado, com um discreto crescimento, de 4%.

Perspectivas

Já para outubro a perspectiva não é nada animadora, de acordo com nota do Complexo. Com o consequente aumento na correnteza do Rio Itajaí-Açu,deve impactar drasticamente as operações.

Com as informações – Mundo Corporativo

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta