Assédio moral – denuncie

14

O Assédio Moral sempre aconteceu e passou a ser estudado já há algum tempo, mas só agora começa a ser entendido pelo trabalhador como violência moral no trabalho. A expressão é usada para denominar a exposição de trabalhadores e trabalhadoras a situações vexatórias, constrangedoras e humilhantes durante o exercício de sua função.

É cada vez maior o número do petroleiros que procuram o Sindpetro para fazer este tipo de denúncia.

Denuncie sempre - não tenha medo

Com a divulgação do Assédio Moral como uma agressão, mais e mais trabalhadores e trabalhadoras adquirem consciência de que, quando submetidos a situações humilhantes e constrangedoras podem adoecer. O importante é compreender que esse processo de adoecimento é causado por problemas no local de trabalho. É como se o trabalhador ou trabalhadora sofresse um trágico acidente: um acidente invisível, como uma doença ocupacional.

Sintomas de quem está sofrendo Assédio Moral

Outro aspecto relevante é entender que, nesses casos, o trabalhador é sempre vítima, e não o responsável pelo quadro. Para refletir melhor sobre Assédio Moral com a categoria, o Sindipetro-RJ produziu esta cartilha, a partir do valoroso trabalho da Dra. Margarida Barreto, assessora do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas, Plásticas e Similares de São Paulo. Esperamos poder contribuir para que o Assédio Moral seja identificado no trabalho e que suas vítimas denunciem a agressão. Esperamos também que os agressores entendam que precisam mudar de conduta.

Com as informações – Sindpetro RJ

Para acessar mais informações, clique aqui.

Por Rodrigo Cintra

14 COMENTÁRIOS

  1. De fato, Cintra. E a tendencia inicial e que cresca o numero de denuncias, pelo simples fato dos trabalhadores estarem mais bem informados.
    Com isso, esperamos que a medio/longo prazo tenhamos menos ocorrencias deste tipo de violencia.

  2. Valeu Cintra,
    Já guardei tudo comigo e com certeza agora já estou mais interado.
    Só uma dúvida; Até que ponto o trabalhador está resguardado em
    caso de alguma denúncia para com um suposto?
    Abraços

    • Grande Carlos, um dos melhores Eletricistas da Bacia de Campos!
      Assédio moral é assédio moral e ponto.
      Havendo testemunhas, você está resguardado.
      Em caso de não haver testemunhas, nada impede o trabalhador de entrar como uma ação na Justiça.
      No fim das contas, você está resguardado pela Lei, mas vai depender muito da sua empresa, d ecomo ela recebe isso.
      Falo isso porque há infinitos casos de assédio moral no offshore, principalmente em algumas empresas que avaliam o trabalhador pela sua nacionalidade, e não pelo seu trabalho.

  3. Eu tenho visto e sabido de muita coisa ultimamente que entra no campo do Assédio Moral. Denuncie, denuncie e denuncie. Ninguém trabalha sob ameaça, coação, nada disso. Se um Supervisor não acha que o funcionário está bem, ou ele assume a responsabilidade para si, treinando e motivando, desenvolvendo o colaborador, ou então, caso não haja jeito, que “peça o do cara”. Mantê-lo na equipe e humilhá-lo, coagí-lo, etc.. é coisa de quem NÃO PRESTA e as empresas deveriam prestar mais atenção nisso, porque é crime e a besteira que o “Assediador Moral” faz, acaba “caindo na conta” da empresa.

  4. Carlos Hely & demais,
    Assédio Moral principalmente no ramo offshore é demais da conta, ainda mais quando se fala de subordinação e a relação entre estrangeiros e brasileiros. Pois somos tratados como zé ninguém.
    Eu trabalho na área de RH por 9 anos, e já vi mta coisa acontecer. Aliás fui representante de RH nas plataformas para fazer esse trabalho de conscientização e respeito a bordo… E foi mto bom o resultado atingido!
    E foi como o Cintra disse tem que tomar cuidado para vc não dar furo e acabar sendo mandado embora da empresa, então é super importante sim ter testemunha, gravações e etc.
    E não vamos deixar de pedir esta ferramenta para as empresas, aliás a Petrobras poderia exigir do cliente um canal de denúncia tipo um Hotline de cada fornecedor.
    Um abraço e boa sorte a todos nós.
    Chris Nielsen

  5. ola pessoal sinto que estou sofrendo assédio por parte de uma enfermeira do centro de saúde que trabalho ela me humilha pala da minha pessoa p/ a comunidade ja não estou mais suportando o que devo fazer ?sofro muito com essa atitude por parte da enfer.

    • Denuncie a enfermeira ao coren,registre data dos assédios e denuncie,não deixe nenhum profissional instável psicologicamente deixá la como ele

  6. Oi.venho.sofrendo.assedio.moral.pela.gerente.ela.me.humilha.sinto.dores.forte.de.cabeça.vomitos.nao.tenho.vontade.de.trab.ela.escreve.carta.me.humilhando.estou.doente.t üdo.em.mim.doi.grita.comigo.na.frente.das.pessoas.por.fav or.me.ajude

  7. Olá Viviane, corra para a Justiça do Trabalho! As cartas lhe escritas já serviram como provas documental, mas procure ter testemunhas oculares que presencie esses assédios morais, e em caso de não contratação de advogado, busque o jus postulandi na Justiça do Trabalho, que você chega lá, conta o ocorrido e tudo é reduzido a termo, denominada reclamação trabalhista!
    Pode requerer indenização a tal título e juntamente requerer as verbas devidas e reflexos, a depender de como é a funcionalidade de seu labor e contratação.
    Ou então, peça demissão, busque outro emprego e entre com a Reclamação, apesar de você ter até 2 anos após a saída do emprego para processar e 5 anos para pleitear o que lhe foi devido da atividade laboral.

    Apenas de forma resumida!

  8. Tive este problema e minha ação está na justiça. No meu caso, ocorria o assédio moral do meu chefe e também da equipe mais experiente. Eram feitas pegadinhas, passagem de serviço dos piores trabalhos todas as vezes para rirem da minha cara, escreviam no quadro de passagem de serviço caricaturas minhas assim como outras piadas usando meu nome , vigiavam o que eu servia em meu prato na hora do almoço e caçoavam da minha forma física, gritavam comigo , usavam apelidos pra me chamar no rádio , enfim, faziam do embarque um verdadeiro inferno psicológico.
    Pra ser sincero, estou muito descontente com a justiça em alguns exemplos que venho presenciando , a defesa da empresa é absurda. Mesmo eu tirando foto de um evento acontecido e tendo duas testemunhas, a empresa não assume que falhou. Seja qual for a sentença, a empresa irá recorrer e a corda sempre se rompe para o lado mais fraco . O pior de tudo é saber que os RHs são praticamente interligados, eles sempre repassam informações do candidato , desta forma, fica difícil se realocar no mercado após entrar com uma ação .

Deixe uma resposta