Marinha libera P-35 para operações

0

A Petrobras divulgou em nota na noite desta sexta-feira (7), que a Marinha fez nova vistoria na plataforma P-35, no campo de Martin, na Bacia de Campos, no Norte Fluminense, e que já emitiu novo certificado para que ela volte a operar. No entanto, segundo a empresa, a P-35 ficará paralisada por mais alguns dias para que seja feita a manutenção preventiva dos equipamentos.

Na quinta-feira (6), a Marinha determinou a paralisação das operações da plataforma da Petrobras P-35, segundo o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), porque a licença de operação da embarcação não tinha sido renovada “por não ter sido solucionada uma pendência de manutenção no gerador de emergência, que está sem funcionar há quase um ano”. O documento tinha expirado em 30 de setembro.

Já segundo a Petrobras, a interrupção havia ocorrido por “motivo de vencimento de um dos certificados técnicos da unidade”. E que a manutenção, que já estava programada, foi antecipada para a quinta, aproveitando a paralisação do serviço determinada pela Marinha.

Em 26 de setembro, 22 trabalhadores foram intoxicados por dióxido de carbono na P-35. De acordo com a Petrobras, os trabalhadores precisaram ir até o hospital de Macaé após ser detectada a presença de CO2 (dióxido de carbono) em alguns pontos do alojamento da plataforma.

A empresa afirmou em nota que o alojamento foi imediatamente desocupado e as operações de transferência de petróleo da plataforma para um navio aliviador foram interrompidas após a identificação do problema.

Com as informações – G1

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta