Estaleiro Aliança, do Grupo Fischer, está pronto para operar

9
389

O Estaleiro Aliança, localizado em Guaxindiba, no município de São Gonçalo, foi concluído e está pronto para ocupação. Voltado para a construção de embarcações de apoio para exploração de petróleo em áreas operadas pela Companhia Brasileira de Offshore (CBO), o estaleiro teve investimentos de aproximadamente R$ 25 milhões e envolveu um contingente de aproximadamente 200 operários.

 No terreno de cinqüenta mil metros quadrados, foram construídos três galpões, além de um edifício administrativo. Segundo o engenheiro da Lafem Engenharia, empresa responsável pela obra, Renato Moreira, o prédio administrativo possui três pavimentos com 3.200 m² composto por escritórios, auditório, salas de reunião, escola de solda, refeitórios, copas e vestiários. Um galpão é destinado para a produção, no qual a Metalúrgica irá produzir blocos, chapas e peças para a construção naval. Com estrutura metálica, a cobertura é de telhas zipadas – que não usam parafuso e, por isso, reduzem o risco de vazamento – e fechamento em bloco de concreto. Outro galpão funcionará como almoxarifado e o terceiro como área de depósito e serviços.

“A obra inclui também a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), uma guarita com controle de acesso de funcionários e uma balança eletrônica para caminhão e carreta, destinada à pesagem e controle de cargas. Para o reuso da água da chuva foi construída uma cisterna com capacidade de 200 mil litros que capta a água oriunda do telhado do galpão de produção” detalha Renato.

No início de 2012, a Lafem irá participar de licitações deste setor nas cidades de Macaé, Itaguaí e Itaboraí. O diretor da Lafem Engenharia, Paulo Renato Paquet, destaca o crescimento da região leste fluminense e novas oportunidades para a o setor de construção. “A metalúrgica está localizada no Pólo Industrial de São Gonçalo, área que está no auge do desenvolvimento. O crescimento da indústria de óleo e gás também está criando mais oportunidades para a construção civil de empreendimentos comerciais como, por exemplo, desenvolvimento de shoppings e hotéis. Além disso, a presença do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, está tornando a região muita atrativa para novas empresas.

Com as informações – Portal Naval

Por Rodrigo Cintra

9 COMMENTS

  1. E ainda terá um centro de simuladores p/ treinamentos e aperfeiçoamento dos tripulantes. Bom investimento p/ o grupo Fischer.

  2. Caro Rodrigo Cintra, o estaleiro já operava. O que foi concluído foram as obras de construção da Metalúrgica Aliança, em Guaxindiba, São Gonçalo. A metalúrgica irá atender ao estaleiro.

  3. Gostaria de saber como deixar curriculo para esta Empresa. Estou terminando curso de soldador de estrutura pelo SENAI niterói junto a PROMIMP e termino agora em janeiro.

    Daniel

  4. bom dia Rodrigo Cintra gostaria de saber se o estaleiro aceita curriculo de quem nao tem experiencia no ramo,pois tenho curso de mig e mag,e arame tubular.?. obrigada

  5. Terminei este ano o curso de solda mig/mag até a posição 4g fis na BR3 antiga EBEPI. como posso entrar nesta firma?

Deixe uma resposta