Gaúchos de olho no offshore do Uruguai

0
178

A notícia de que a petroleira estatal uruguaia Ancap está preparando o segundo leilão para oferta de blocos offshore reforça o potencial de atratividade do país para a indústria gaúcha de O&G no médio prazo, de acordo com o Coordenador do Comitê de Petróleo, Gás e Energia do Rio Grande do Sul, Oscar de Azevedo. 

“Trata-se de um mercado novo e ainda é cedo para termos uma ideia exata de como o aumento de atividades de E&P no Uruguai poderá nos afetar. Mas sabemos que o mercado uruguaio é bastante deficitário e que, em relação a outros estados brasileiros, temos a vantagem básica da proximidade geográfica”, analisa. 

O dirigente lembra que o estado já possui boa relação com o mercado argentino de petróleo e gás e que seria naturalmente privilegiado pelo Uruguai. Hoje, empresas como a Lupatech e Weatherford possuem fábricas no Rio Grande do Sul e na Argentina, resultando em trocas constantes de equipamentos e componentes, além de comercializações diversas entre o país e o estado brasileiro. 

Azevedo destaca que empresas gaúchas costumam participar da Argentina Oil and Gas, feira e conferência bienal que reúne fornecedores interessados em investir no país. No entanto, em sua opinião, o mercado argentino vem perdendo atratividade. “A Política do Governo de regular os preços dos combustíveis para tentar segurar a inflação vem fazendo com que grandes players reduzam seus investimentos no país, o que afeta a indústria”, justifica.

Com as informações – João Montenegro / Energia Hoje

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta