Prefeita de Houston visita o Centro de Pesquisas da Petrobras, no Rio de Janeiro

0
394

A Prefeita de Houston, nos Estados Unidos, Annise Parker, visitou ontem (29/3) o Centro de Pesquisas da Petrobras, na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro. A comitiva da Prefeita, que incluía representantes da indústria de petróleo e gás e de universidades do Texas, foi recebida pelo Gerente Geral de Pesquisa e Desenvolvimento em Abastecimento e Biocombustíveis, Alípio Ferreira.

Após visita aos laboratórios de fluidos e de físico-química de rochas e ao Núcleo de Visualização e Colaboração, a Prefeita destacou os avanços tecnológicos alcançados pela indústria de energia nas últimas décadas. “As ferramentas de que dispomos hoje são muito diferentes das que tínhamos 20 anos atrás. Isso tudo é muito sofisticado e impressionante”, disse. 

Considerada pólo da indústria de petróleo e gás norte-americana, Houston é a sede, nos Estados Unidos, das principais empresas do setor, inclusive da Petrobras. A relação entre a Companhia e a cidade texana também inclui cooperação tecnológica. “Nós precisamos estar em contato com o mundo, e não isolados. Temos trabalhos com universidades do Texas, como a Universidade Nacional, a Universidade do Texas e Universidade Rice”, listou Alípio Ferreira.

Presente nos Estados Unidos desde 1987, a Petrobras iniciou, em fevereiro desde ano, a produção no campo de Cascade com o primeiro FPSO (navio-plataforma flutuante de produção, com capacidade de estocagem e escoamento) a operar na porção norte-americana do Golfo do México. “A Petrobras está muito comprometida com a produção na região. Nós esperamos crescer e investir muito lá”, disse o Gerente Executivo da Petrobras para América, África e Eurásia, Fernando Cunha, também presente à visita.

Para a Prefeita de Houston, as perspectivas são de crescimento. “Considerando o trabalho que a Petrobras tem feito no mundo e a concentração de expertise em petróleo e gás e serviços em Houston, nós acreditamos que nossa relação vai continuar e deve crescer”, declarou.

Por Redação Portal Marítimo

Deixe uma resposta