Dilma é questionada pelas "big oils" britânicas

0
162

A Presidente Dilma Rousseff foi questionada por presidentes-executivos de grandes empresas inglesas sobre a realização do primeiro leilão de áreas do pré-sal.

No encontro realizado no hotel no qual a presidente se hospeda, em Londres, os executivos manifestaram interesse em investir na nova fronteira exploratória brasileira.

O Governo definiu as regras para a exploração do pré-sal há cerca de dois anos, mas até hoje o novo modelo não foi utilizado.

Dilma explicou que pretende realizar o leilão, mas precisa da aprovação da redivisão dos royalties do petróleo, que segue em discussão no Congresso e é alvo de disputa entre Estados e municípios. 

A exploração do pré-sal vai gerar bilhões em royalties, e até os Estados que não são produtores querem uma fatia desses recursos.

A reunião contou com a presença dos chefes da BP (British Petroleum), da Shell, e da BG (British Gas). Dirigentes da Arcellor Mittal, Glaxo e do Lloyds também compareceram.

A demora para a realização do novo leilão incomoda as empresas da área. Os executivos se queixam da falta de novas áreas para manter suas equipes no país. O último leilão foi realizado em 2008.

ATRASO DE 3 ANOS

A Presidente da Petrobras, Graça Foster, já disse considerar improvável a realização de um leilão para concessão de áreas de exploração de petróleo no Brasil em 2012.

A previsão incial era realizar o primeiro leilão do pré-sal em 2010.

A reunião com os presidentes-executivos de grandes empresas inglesas foi realizado às pressas. O encontro só entrou na agenda da presidente no início da tarde.

Com as informações – Tribuna Hoje

Por Rodrigo Cintra

 

 

 

Deixe uma resposta