Academia Marítima da Transpetro teve sua Aula Inaugural

11

A Petrobras Transportes S/A (Transpetro), subsidiária da estatal petrolífera, inaugurou ontem, no Rio de Janeiro, a Academia Marítima Transpetro.

O Presidente da empresa, Sérgio Machado, apresentou, a aula inaugural do empreendimento, concebido pela Companhia em um convênio com a Marinha do Brasil, na Capital carioca e em Belém, no Estado do Pará.

Conforme a Transpetro, a escola nasce com o objetivo de aperfeiçoar os oficiais de náutica e máquinas da empresa e ajudar a Marinha na formação de novos profissionais.

A expectativa da Transpetro, que hoje emprega 2,2 mil oficiais em seus 57 navios em operação, é formar 1,6 mil alunos até 2016. “Queremos ser a melhor empresa de navegação, não apenas a maior. E o que faz uma empresa ser a melhor são as pessoas. É por isso que estamos investindo na formação de novos oficiais”, afirmou Machado.

Campo de trabalho

Parte desses oficiais formados poderá trabalhar nos 49 novos navios construídos em estaleiros brasileiros sob encomenda da Transpetro, por meio do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), com investimentos da ordem de R$ 10,8 bilhões.

Atualmente, três embarcações do programa já estão em operação: os navios de produtos Celso Furtado e Sérgio Buarque de Holanda, entregues pelo Estaleiro Mauá, no Rio de Janeiro, e o suezmax João Cândido, pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco.

O navio de produtos Rômulo Almeida, também construído pelo Mauá, começará a operar ainda este ano.

Com as informações – Diário do Nordeste

Por Rodrigo Cintra

11 COMENTÁRIOS

  1. Todos nós sabemos que o real problema da Transpetro é o baixíssimo salário praticado por eles.Enquanto esta pendência não for resolvida,nada que se faça poderá atacar o real problema de turnover das embarcações petroleiras.
    Como a Transpetro trabalha apenas para a Petrobrás,sendo essa sua única fonte pagadora,a solução passa pela disponibilização de mais recursos para o setror de transportes da estatal petrolífera brasileira.
    Se a Petrobrás deseja,de fato,ter a melhor empresa de navegação brasileira,o capital humano não pode ser encarado como custo,mas sim como investimento aglutinador e agregador de lucro.
    O tripé – remuneração,desafios profissionais e ambiente de trabalho – são o norte que deve orientar todo setor de RH,de todas as empresas que desejam reduzir a rotatividade e aumentar a operacionalidade/lucratividade.
    Uma escala de trabalho mais humana – 90×45 ou 45×45 -,participação nos lucros – pagos trimestralmente,vale alimentação – de valor acima do razoavel e remuneração melhorada são os reais atrativos que retêm os melhores profissionais.
    Todo o resto é balela.

    • enquanto isso não ocorrer … a Transpetro irá continuar com a falta de oficiais, para solucionar o problema ela terá que pagar salário no mímimo compativel com o offshore, fescala de 30×30 além de pagar os beneficios que existem no offshore ( Dobra, vale alementação, e etc…)

  2. QUANDO ELES OFERECEREM SALARIO BEM MAIOR,VALE ALIMENTAÇÃO, AJUDA DE CUSTO MAIOR E TODAS AS DISPESAS DE VIAGEM CUSTEADAS PELA EMPRESA E REDUZIR O TEMPO NO MAR, SIM AS COISAS NA TRANSPETRO PODERÁ FICAR BEM MELHOR E SE COMPARAR AS DEMAIS EMPRESAS E SER A MELHOR, ESTE É O MAIOR PROBLEMA DE NOSSA PETROHLIFERA DO PAÍS OU SEJA MULTINACIONAL.ENQUANTO ISSO NÃO MUDAR ELES NUNCA SERÃO A MELHOR NA ÁREA DA NEVEGAÇÃO

  3. Infelizmente a Transpetro quer tampar o sol com a peneira. Senhores Deputados, senhores de RH, senhores dirigentes da Petrobrás, basta aumentar o salário e diminuir o tempo a bordo e vcs serão a melhor empresa de navegação do Brasil. Esses novos alunos com certeza se formarão e logo irão também para o offshore, largando a tão amada mãe geradora. Presta atenção….

  4. Eu faço parte dessa academia e espero realmente que não seja assim desse jeito…pois gostaria muito de poder servir em uma empresa brasileira, que busca enaltecer nossa terra e a nossa gente.

  5. É lamentavel e lastimavel a idéia dos diretores da transpetro acharem que dessa forma irão diminuir seus custos e terem mão de obra a sua disposição a qualquer tempo e a qualquer hora, quando todos nós sabemos que não é esse o problema. Como disse um companheiro acima, é querer tapar o sol com uma peneira e bem furada mesmo. Ate que gostaria de trabalhar na transpetro mas essa empresa nunca me atraiu com nada que pudesse me incetivar. E é por isso que nunca vou por os pés em seus navios. Não me interessa. muito obrigado pela sua escola. O objetivo é excuso e por isso nao será alcançado.

  6. Que p… de gestão é esta? Ainda tem muitos oficiais fora do mercado por falta de um salário justo e condições melhores a bordo. Imaginem o que se gastou e o que continuarão gastando para montarem e manterem essa “Academia Marítima”?! Não seria mais lógico, mais racional e muito mais barato criarem uma estrutura para atrair todo esse pessoal que ainda está fora dos navios por falta de bons salários e melhores condições de trabalho a bordo? É como disse o Daniel Lobo: ” Podem formar 1 milhão que vai continuar faltando gente com esta condição de trabalho”. E as despesas serão ainda maiores. Uma coisa é certa; burros eles não são. Aí tem!!! É muita grana, benécias e favores rolando por baixo do casco, e lá, a nossa bomba de esgoto não consegue puxar essa “borra”.

  7. Decepcionanto o posicionamento de alguns maritimos que so pensam em salarios. A empresa investe uma soma elevada para dar qualidade e certificar seus maritimos e vem um monte de “maritimos” da bacia de campos falar besteira. A empresa nao investiu para ser agradavel a seus maritimos ou a opiniao publica. Ela investiu para sobreviver no Mercado, tendo em vista o baixo nivel de formacao e capacidade de formar das escolas administradas por militares. Entao foi a solucao encontrada para no minimo competir com embarcacoes estrangeiras e apenas tentar alguma carga no exterior, fora do ambiente Petrobras. Fiquem alertas camaradas, se especializem ou muitos vao ficar gritando que faltam empregos. Alem dos gringos estarem a porta com os cursos e certificados que os Armadores e Operadores solicitam.

Deixe uma resposta