Indústria Naval aquecida aumenta vagas disponíveis

31

Os próximos anos vão proporcionar a construção de carreira na indústria naval para todas as formações — Técnico, Médio ou Superior. Serão abertas 1.700 vagas até 2016, sendo 110 oportunidades até dezembro na Transpetro, da Petrobras, que realiza transporte de petróleo e derivados. Oportunidades podem levar à remuneração de até R$ 20 mil.

Grande parte das chances que surgem no setor são por conta da encomenda de 49 navios para o Brasil. Na terra, a nova indústria naval brasileira também impulsiona a convocação de mão de obra capacitada para trabalho nos estaleiros.

O País tem, atualmente, a quarta maior carteira de encomendas de navios do mundo. A indústria naval brasileira, que tinha menos de dois mil trabalhadores em 2000, hoje emprega quase 60 mil pessoas, segundo o Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval).

Para Hildelene Lobato, de 38 anos, essa é a hora de estudar e se preparar para uma destas vagas que o setor garante nos próximos anos. O salário foi um grande atrativo no início, quando ela considerou seguir um caminho na Marinha.

“Fiz preparação para uma vaga na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (Efomm). O salário para Nível Superior chamou a atenção”, conta. Desde então, Hedilene deslanchou: integrou a primeira turma somente de mulheres do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba). Hoje, já é comandante. Veja nas próximas páginas quais são as dicas dela para estudos, preparo físico e rotina no setor.

Com as informações – O Dia

Por Rodrigo Cintra

 

 

 

31 COMENTÁRIOS

  1. O outro lado da moeda ninguém quer mostrar. A Transpetro pratica o pior regime do mercado e critica os marítimos que vão para o Apoio Marítimo.

  2. Trabalhei um ano na Transpetro em regime de contrato,hj estou em casa,Pois quero agradecer muito a esta conceituada empresa que me deu a oportunidade de exercer minha profissão de cza,recebi todos os meus direitos trabalhistas.Quem reclama da empresa são aqueles que não são profissionais comprometidos,pois só visam o salário,muitos fazem o trabalho por fazer,sem dedicação,amor e responsabilidade.Pois eu gosto do que faço e trabalho em qualquer empresa quem faz o ambiente é o colaborador.Paula

  3. Sou Bióloga com curso de GMDSS/HUET/CBSP/Inglês Tecnico para Rádio Operador /Carteira da Anatel e Pós Graduação.
    Procuro uma oportunidade no mercado offshore,como Bióloga ou como Rádio Operadora.

  4. Sou Bióloga com curso de GMDSS,CBS e HUET.
    Gostaria de uma oportunidade no mercado offshore.
    Tenho total disponibilidade para embarque.

  5. O setor naval mercante diz que estão precisando desesperadamente de tripulantes, principalmente a Transpetro… mas ñ é bem assim não, eles sempre dizem que o ¨quadro está completo¨ e blá, blá, blá… pois é, a Transpetro se acha a ¨menina mais bonita da festa¨ que todo mundo fica á fim e ela se fazendo de difícil… é uma pena para o Brasil esse comportamento… lamentável!

    • faça um curso de taifeiro ou cozinheiro. entre no site da dpc (departamentos de portos e costa) lá tem tudo sobre o curso. abraços

  6. Estarei a disposicao de empresas interessadas em me contratar para a funcao de moco de maquinas. Contatos pelo e-mail.
    Obrigado.

  7. Sou Técnico de Segurança do Trabalho e quero uma oportunidade na área naval também, quero fazer um curso de inglês para falar fluente…

Deixe uma resposta