MMX conclui obras no Superporto Sudeste

0

A MMX, mineradora do Grupo EBX, acaba de concluir as obras civis da estrutura marítima do Superporto Sudeste, empreendimento que está em construção em Itaguaí (RJ). A estrutura marítima conta com duas pontes – uma com 430 metros de extensão e outra com 270 metros -, uma plataforma entre as duas pontes e um píer com 765 metros de comprimento com dois berços para atracação e carregamento simultâneo de navios do tipo capesize. O Superporto Sudeste entrará em operação no segundo trimestre de 2013.

Em um ano e meio, a MMX executou as obras civis marítimas do Superporto que, na primeira fase de operação, movimentará 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. A MMX está em fase de licenciamento ambiental que possibilitará a duplicação da capacidade operacional do Superporto Sudeste. Em maio de 2012, foram realizadas as audiências públicas para a duplicação da capacidade do empreendimento e, o próximo passo, será a emissão da licença prévia pelo órgão ambiental responsável.

Próximas obras no Superporto Sudeste

Uma das próximas etapas de construção do Superporto Sudeste é a montagem mecânica e elétrica dos transportadores de correia que irão conduzir o minério de ferro alocado no pátio de estocagem até o píer, onde será embarcado para o mercado transoceânico.

Em seguida, ocorrerá o descarregamento e a interligação das duas carregadeiras de navios que virão montadas da China, país onde foram fabricadas. As carregadeiras estão em fase final de inspeção e preparação para serem despachadas para o Brasil. Esses equipamentos têm capacidade para embarcar 12 mil toneladas de minério de ferro por hora.

Por Redação Portal Marítimo

 

 

 

1 COMENTÁRIO

  1. gostaria de receber mais informações a respeito da marinha mercante e cursos quando começam aqui em São Luis – MA.

  2. sou uma moradora da ilha da madeira onde ouve a desapropriação do super porto do eike e os intermediadores da empresa mmx ,onde eu tinha dois terrenos e eles só me pagaram um ate hoje luto pelo meu direito de receber sobre o meu outro terreno.

Deixe uma resposta