Rio de Janeiro – Prefeitura “lava as mãos” em relação ao Porto

2
175

lavandoasmaos

A Prefeitura Carioca não tem um plano B para o porto do Rio, que terá os portões 13 e 14 fechados com as obras do Porto Maravilha. O próximo passo das intervenções viárias será a interdição da Perimetral ao tráfego entre o Gasômetro e a Praça Mauá a partir do dia 19, quando será inaugurada a Via Binária do Porto.

Em entrevista coletiva realizada ontem (10) no Centro de Operações da prefeitura carioca, o Secretário Municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, irritou-se quando perguntado sobre o que acontecerá com o acesso ao porto, com o fechamento previsto dos portões 13 e 14: “Este é um evento para a imprensa. O senhor é um representante da imprensa?”, perguntou ao repórter. “No momento somente os portões 12 e 13 serão fechados, isso foi comunicado aos operadores e às autoridades portuárias”, limitou-se a dizer, encerrando o assunto.

Segundo o Diretor-Executivo do Sindicato das Agências de Navegação Marítima e Atividades Afins do Estado do Rio de Janeiro (SindaRio), Luiz Antônio Carvalho, o fechamento dos portões, na verdade os 13 e 14, já que o 12 não existe mais, comprometerá a movimentação interna no porto, instaurando o caos. 

Hoje os portões 13 e 14 são utilizados para veículos de serviço, não mais para as grandes carretas. Porém, o acesso é vital para a temporada de transatlânticos, que tem início em novembro. 

Os portões 13 e 14 são utilizados pelos ônibus que embarcam os turistas que chegam à cidade pelo Píer Mauá. Sem eles, os ônibus terão de entrar pelo portão 24, no Caju, em meio a área de risco e depois do terminal do Grupo Libra. 

Os ônibus passarão em meio às áreas operacionais, onde são movimentados contêineres, no meio de caminhões, guindastes e cargas suspensas, passando em seguida pela área que atende os navios de apoio à Petrobras, com grande movimento. Isso num cais com 30 metros de largura.
 
“Quantos ônibus são necessários para atender um navio que chega com três mil passageiros, levando, cada um, 50 passageiros? A Rodrigues Alves será uma via expressa e os ônibus não poderão parar lá”, resume Carvalho.

Com 3.500 metros de extensão, a Via Binário é paralela à Avenida Rodrigues Alves e será inaugurada sem o Túnel Oscar Niemeyer, que só ficará pronto em junho de 2014.

Com as informações – PN

Por Rodrigo Cintra

2 COMMENTS

  1. É Importante ainda ressaltar que entre os Portões 13 e 14 que serão fechados para Reforma Funciona o CORITPA do MTE, ou seja, a Comissão de Investigação dos Acidentes Portuários e Aquaviarios!!! Nesse caso é necessário ao Trabalhador Marítimo do Rio de Janeiro buscar informações de para onde foi transferido o Atendimento ao Trabalhador junto à SRTE Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Avenida Presidente Antônio Carlos, próximo ao Bairro Castelo!!!

  2. Isto é uma vergonha. Enquanto diversas cidades brasileiras querem ter um porto como fonte de lucro em decorrência do seu movimento de cargas que gera empregos diretos e indiretos para sociedade carioca, a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro se da ao luxo ao de destruir uma de suas grandes fontes de renda local. Prefeito o porto é fonte de renda vc sabia?

Deixe uma resposta