Opinião do Leitor – "As câmeras no passadiço e o BBB – Big Brother Boat"

7
210

A polêmica que não cala e por isso, republicamos. Câmeras, câmeras e mais câmeras a bordo… Será que isso tira a autoridade do Comandante? estaríamos cruzando mais uma vez os limites da ética profissional?

Segue abaixo a opinião de um de nossos leitores:

Quem não se lembra da grande obra do escritor George Orwell, intitulada “1984”, onde o onipresente Grande Irmão detinha o controle totalitário através das teletelas?

Pois sim, o ano de 1984 já nos deixou há algum tempo, mas a profética obra de Orwell, está bem presente e ganhando espaço nas embarcações que prestam serviços a nossa gigante PETROBRAS.

Instaladas nos passadiços, as câmeras de monitoramento apontam a desconfortável e angustiante sensação de estarmos sendo observados 24 horas por dia. E, a qualquer momento de nosso confinamento de 28 ou 35 dias, o telefone tocará e uma voz severa nos advertirá sobre um copo que tenhamos deixado cair.

Relatos de vítimas do tal chamado são de arrepiar até os mais céticos quanto a uma possível ditatura nesta área.

Uma voz arrogante – de alguém que se pressupõe brincar de Onipresente – apresenta-se e começa a sessão de tortura, em tom de acusação e intimidação, a apontar a falta cometida, citar as regras e o que fará a respeito do ocorrido.

Na Marinha, tanto de Guerra quanto a Mercante, somos levados a acreditar que o Comandante da embarcação é a autoridade máxima local, responsável, não só pelo navio, senão por todos os que nele se encontram. Entretanto, com essa nova prática de câmeras a bordo e “Comandante” à distância adotada pela PETROBRAS, numa atitude totalitária e ditatorial, qual seria a função do Comandante de bordo? E a dos demais oficiais? Terão eles a mesma credibilidade? Por que subordinar-se a um Comandante de navio se o “Grande Irmão” estará sempre à espreita?

O trabalho realizado no mar não é tão simples, pois o fato de passarmos tanto tempo confinados e longe de nossos lares, de nossos entes queridos, já nos coloca numa posição de estresse e sobreaviso constantes. E sabermos que estamos sendo monitorados, e a qualquer momento alguém – que acabou de sair de sua casa, sabendo que retornará em breve — chamará nossa atenção ou nos ditará a ordens de bordo à distância, soa ridículo e abusivo.

Talvez a instalação de câmeras nas embarcações não passe de mais um esquema de serviços superfaturados e comissionados (prática corriqueira entre empresas privadas e órgãos públicos, infelizmente), para garantir a gorda aposentadoria de uns poucos Barões. Mas o fato é que estão invadindo um setor que já sofre pela peculiaridade da profissão, e de maneira ditatorial, antidemocrática e, portanto, inconstitucional.

Texto do leitor Luiz Claudio

7 COMMENTS

  1. Não só no passadiço, mas também no convés… Daqui a pouco teremos também nas acomodações e até nos banheiros!!! A desculpa é de prevenir acidentes evitando trabalho em condições adversas: pura balela! É só para dar a “rosca fina” na guarnição! Nunca fomos advertidos para não trabalhar em determinadas condições de mar, mas se houver um acidente, por menor que seja, prepare-se para a crucificação!

  2. Com direito a filmagem como prova de que vc é que está errado!!!!
    Pena que estas cameras não estão dentro dos escritorios dos coordenadores, seguranças, fiscais e emitentes de PT’s, pois assim poderiamos ver e ouvir o que eles pensam sobre nós contratados e empresas, e até a famosa musiquinha ” nós não vamos pagar nada, nós não vamos pagar nada é udo free ” ou as também famosas AS’s do ” amor ” onde a contratada e xecuta e por uma picuinha ou birra, a fiscalização nega-se a pagar!!!!!

  3. Hoje as cameras estao instaladas nos mais diversos lugares. Elas podem realmente filmar erros e acertos. Pode transmitir tripulacao trabalhando alem do registrado no livro de rest hours ou tripulante com o pe no console. Pode demonstrar uma falha de equipamento ou humana. Nao vejo so desvantagem no sistema. Na minha opiniao, aliada aos livros deregistros deve na verdade ser uma grande aliada. Assim termina os desmandos como relatado acima.

  4. problema na realidade não vejo nenhum mas que realmente você saber que está sendo vigiado 24hrs por dia é de deixar qualquer um insatisfeito.

  5. É uma faca de dois gumes…

    Se realmente usada como medida de prevenção de acidentes, realmente é MUITO válido, afinal, seguro morreu de velho… Mas, o uso das imagens para controlar cada passo da tripulação, ou pior, invadir o espaço e a privacidade individual de cada um é, no mínimo, ridículo.

    E ainda há aquela dúvida… “Quis custodiet ipsos custodes?”… “Quem vigia os vigilantes?”…

    Abraços!

    Vinicius Edson
    Moço de Convés

Deixe uma resposta