West Taurus / West Eminence – Impasse entre Petrobras e Seadrill deixa futuro incerto

1
221

PontodeInterrogação

A empresa norueguesa Seadrill informou aos investidores na manhã desta quinta-feira, 26, que não chegou a um entendimento com a Petrobras para a extensão de dois contratos de aluguel de plataformas marítimas com a estatal brasileira.

“A Seadrill e a Petrobras não conseguiram chegar a um acordo para as extensões de West Taurus e West Eminence”, diz o balanço divulgado pela companhia.

Em 13 de fevereiro, a empresa havia sinalizado que os contratos poderiam sofrer alteração nos valores ou prazos.

Por isso, a norueguesa havia retirado a extensão dos dois acordos da carteira de pedidos. Seadrill e Petrobras, porém, tentavam um acordo.

“A Seadrill continua a trabalhar com a Petrobras e seus parceiros para encontrar uma solução comercial mutuamente aceitável”, informava o comunicado divulgado antes do carnaval.

As plataformas West Taurus e West Eminence eram alugadas à estatal por US$ 1,28 milhão por dia. Potencialmente, esse contrato poderia gerar à Seadrill receita total de US$ 1,1 bilhão.

Libra

Ao mesmo tempo em que dá baixa em dois contratos antigos firmados com a Petrobras, a Seadrill reafirma aos investidores que será cumprido o acordo para aluguel de duas plataformas – West Tellus e West Carina – no Campo de Libra, área de exploração do pré-sal.

“Os contratos são para um período firme de três anos e têm potencial de receita total de US$ 1,1 bilhão”, informa o comunicado.

Fonte: Fernando Nakagawa / Estadão Conteúdo

Por Rodrigo Cintra

1 COMMENT

Deixe uma resposta