Navios da Transpetro concluem reparos em Pernambuco

0

machado-de-assis-foto-de-pedro-leite

O navio Machado de Assis, que estava em reparos no Estaleiro Atlântico Sul (EAS), e o gaseiro Lúcio Costa, produzido pelo Vard Promar, partiram de Suape nesta quinta-feira (6) para as suas primeiras viagens.

As embarcações produzidas em Pernambuco são, respectivamente, o 16º e 17º navios do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), contratados pela Transpetro, subsidiária da Petrobras.

Oitavo suezmax construído pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), o Machado de Assis seguirá para abastecimento em Salvador (BA). Ele estava no dique de reparos por problemas na construção, que utilizou 70% de peças vindas da China, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do Estado (Sindimetal-PE). A embarcação tem capacidade para carregar cerca de um milhão de barris de petróleo. Com 274 metros de comprimento, seu porte bruto é de 157,7 mil toneladas.

Já o Lúcio Costa, que é o quarto gaseiro entregue à companhia, saiu do Estaleiro Vard Promar e seguirá para o Terminal de Suape. Ele tem 117 metros de comprimento e capacidade para transportar 7 mil m³ de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). A embarcação está preparada para operar em todas as regiões do Brasil e na América do Sul.

Atualmente, nove navios do Promef estão em fase de construção. No EAS são sete embarcações (dois suezmax e cinco aframax) e dois gaseiros no Vard Promar. A previsão de entrega dessas embarcações é até 2019.

Fonte: Mariama Correia/ Folha de Pernambuco

Por Redação

Deixe uma resposta