Cruzeiros – Porto de Salvador espera 58 navios na cidade

0

salvador-bahia-brasil

Começa neste domingo (16), com a chegada do transatlântico MS Midnatsol –  que vai trazer 500 turistas que pararam pela última vez em Ilhéus, no Sul da Bahia – a temporada de cruzeiros  no Porto de Salvador.  Entre as  boas notícias deste ano está o aumento de dois navios com escala na capital baiana no comparativo com o ano passado, passando de 56 para 58 paradas na cidade. 

Outra novidade desta temporada é que a chegada do primeiro navio marca também o início da operação do Terminal de Passageiros  do Porto de Salvador pelo consórcio Novo Terminal Marítimo de Salvador (Contermas), vencedor do leilão de concessão do empreendimento realizado em maio deste ano. 

Apesar das boas novas, existe uma apreensão por parte do trade turístico. Isso porque se desconhece, por exemplo, o planejamento estratégico da concessionária que vai operar o terminal pelos próximos 25 anos. Outro ponto de preocupação é que o terminal irá abrir sem que todas as sus instalações estejam prontas.

O grupo, formado pelas empresas Socicam Terminais Rodoviários e ABA Infraestrutura e Logística, arrematou a operação por R$ 8,5 milhões como valor de outorga, se comprometendo a realizar investimentos de infraestrutura no local, estimados em aproximadamente de R$ 7 milhões pelo edital de concessão.

Mais turistas pelo mar

Até abril do ano que vem, os navios devem trazer 155 mil turistas para a capital baiana, 5% a mais do que no ano passado, quando 148 mil visitantes chegaram pelo Porto de Salvador. “Esse intervalo entre seis e oito horas que eles passam aqui é uma ótima oportunidade para ver que a cidade está reformada, com praias organizadas e novos equipamentos culturais. Tudo isso estimula o turista a voltar para passar uma temporada maior aqui”, pontua o secretário municipal de Cultura e Turismo, Érico Mendonça.

Quanto ao novo terminal, o secretário espera que com uma melhor organização na chegada dos transatlânticos, os turistas tenham uma imagem mais positiva da cidade. “Como a empresa vai ter um período longo de concessão, esperamos que ela faça investimentos para melhorar a qualidade do serviço oferecido para os turistas que chegam”.

O presidente do Conselho Baiano de Turismo (CBTUR), Luiz Augusto Leão, também aguarda ansiosamente o início da temporada de cruzeiros. “Nosso porto é uma das principais portas de acesso à cidade e temos a vantagem de ter um dos melhores equipamentos em relação à localização. Em outros estados, os turistas precisam se deslocar bastante para conhecer a cidade. Aqui em Salvador, tudo fica muito mais perto”, destaca Leão. 

Do total de cruzeiros da temporada, três chegarão à Salvador com visitantes oriundos do exterior, partindo de locais como Tenerife, na Espanha, e Dacar, no Senegal. Juntos, eles devem trazer oito mil turistas nos meses de novembro e dezembro. 

Leão ressalta que a chegada dos turistas pelos transatlânticos movimenta toda a rede de serviços na cidade, como restaures, lojas de artesanato e o comércio de um modo geral. “Mesmo que o passageiro não se hospede aqui, ele retorna quando é bem tratado”. Na sua  opinião, Salvador poderia até receber mais navios se as taxas portuárias não fossem tão altas. “As empresas de navios se queixam muito desses custos, que dificulta a vinda de mais transatlânticos para cá”. 

O diretor superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, também destacou a localização do Porto de Salvador como um atrativo a mais para o visitante. “Ainda na embarcação ele já desfruta da Baía de Todos-os-Santos e do belo recorte da cidade formado pelos casarões antigos do Comércio e do Centro Histórico com os modernos prédios Avenida Sete de Setembro e Corredor da Vitória”, diz.   A experiência proporcionada por um porto bem equipado, confortável e organizado, segundo Medrado, estimula o turista a voltar para visitar com mais calma a cidade e a recomendá-la como destino aos amigos e parentes.

Fonte: Juliana Montanha / Correio 24 Horas

Por Redação

Deixe uma resposta