Grupos Destilatórios – Os equipamentos mais usados a bordo para obtermos Água Potável

0
830

Às vezes as pessoas se perguntam como é que numa unidade marítima, quer seja um navio ou uma plataforma, podemos conseguir água doce ou potável, sem que precisemos recebê-la de um barco de apoio ou barcaça. Para muitos isto é um grande mistério e uma grande interrogação.

Temos a bordo dessas unidades, equipamentos para dessalinizar a água do mar. Sim, a água do mar. Há dois tipos de processo para fazermos esta dessalinização:

– Dessalinização por Evaporação, onde é usado um equipamento trocador de calor conhecido como Destilador ou Grupo Destilatório. Há também uns pouquíssimos lugares onde são chamados Evaporadores. Em inglês, são conhecidos como “Evaporators” ou “Fresh Water Generators”.

– Dessalinização por Osmose Reversa, onde é usado um equipamento que funciona sob alta pressão de água.

Para o nosso contexto, falaremos a respeito da dessalinização por evaporação.

Numa processo de troca de calor, sempre temos uma fonte quente e/ou uma fonte fria, dependendo se nosso processo é para resfriamento ou aquecimento.

No caso dos Grupos Destilatórios, em aplicações marítimas, temos ambas as fontes, sendo a quente a água de motores ou então vapor e a fria é a água do mar.

Grupo Destilatório de Placas

Um Grupo Destilatório consiste basicamente em:

EVAPORADOR: Compartimento que é enchido com água salgada, onde ocorre a troca de calor que promove a evaporação desta água, usando a água dos motores ou o vapor como fonte quente, que vêm através de feixe tubular ou placas, sendo que por placas, somente água. A água, ao entrar em ebulição e evaporar, deixa uma alta concentração de sal no fundo do mesmo que, mistura a água residual que sempre existe ali, forma a salmoura. Esta salmoura é retirada do equipamento através de um ejetor / edutor. O evaporador deve ser operado sob vácuo, a fim de permitir que a água evapore na faixa entre 51º C e 53º C. Isso faz-se necessário porque o material que compõe alguns componentes internos do destilador, principalmente os defletores de condensado, é o polietileno (ou polieteno, de acordo com a denominação oficial da IUPAC), um polímero (espécie de plástico) que, em contato com altas temperaturas, pode vir a ser danificado.

CONDENSADOR: Situado na parte superior do equipamento, o condensador promove a troca de calor para que o vapor de água vindo do evaporador, ao entrar em contato com sua superfície mais fria, aonde está circulando a água do mar, o que faz com que este vapor condense imediatamente, caindo nos defletores de condensado.

DEFLETORES DE CONDENSADO: Sua função é direcionar o condensado para a aspiração da bomba de extração de condensado, que vai retirar a água dessalinizada de dentro do Grupo Destilatório.

Grupo Destilatório de Feixe Tubular

BOMBA DE EXTRAÇÃO DE CONSDENSADO: Extrai o condensado do equipamento e encaminha ao tratamento final.

CÉLULA ANALISADORA DE SALINIDADE NO CONDENSADO (SALINÔMETRO): Composta po rum filamento de material condutivo, esta célula, através da variação de sua condutividade pelo contato com as substâncias salinas, indica a concentração de sal na água, em ppm (partes por milhão). Ela fica instalada na descarga da bomba de extração de condensado.

REMINERALIZADOR: Aqui a água, dessalinizada, ainda imprópria para consumo, é reajustada aos níveis desejáveis de sais minerais. Em instalações onde a água não será consumida, esta parte é dispensável, podendo ser by passada ou até mesmo retirada.

UNIDADE DE TRATAMENTO ULTRA VIOLETA (U.V.): Uma vez que água proveniente de um Grupo Destilatório foi evaporada na faixa de 51º C a 53º C, muitos micro organismos não foram eliminados, pois são temperaturas relativamente baixas para esse fim. Assim, devemos ter uma unidade de tratamento por radiação ultra violeta para que esses microorganismos sejam eliminados do destilado (água proveninte do destilador).

Espero que tenham gostado, pois procurei ser o mais claro possível, para que até mesmo os que não são da área entendam.

Gostou do texto? Quer adicionar algo? Comenta aí embaixo ou me manda um e mail: rodrigo.cintra@portalmaritimo.com

Por Rodrigo Cintra

1 COMMENT

  1. Gostei da iniciativa, pois precisamos de profissionais que ensinem a sua area profissional, falando de suas experiencia no campo.

Deixe uma resposta