Ministério dos Transportes reabre licitação para dragagem do Porto de Itajaí – saiba como concorrer

0

ministerio-dos-transportes-portos-e-aviacao-civil

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil reabriu o prazo para apresentação de propostas de engenharia de dragagem no acesso aquaviário do Porto de Itajaí (SC).

Empresas interessadas devem protocolar a documentação até as 10h do dia 6 de dezembro, seguindo os critérios do edital nº 2/2016 . Os canais para esclarecimentos são o endereço eletrônico licitacao.engenharia@portosdobrasil.gov.br e a Central de Atendimento 0800-978-2329.

O valor total estimado do contrato é de R$ 67,03 milhões. O critério de julgamento da licitação será pelo maior desconto; podem participar empresas estrangeiras que atendam aos requisitos do edital.

Em caráter de urgência, a dragagem do acesso ao Porto de Itajaí deverá retirar do fundo do canal cerca de 4 milhões de metros cúbicos de resíduos deslocados pelas fortes e constantes chuvas na região Sul do País, de forma a restabelecer a capacidade operacional do porto.

Com a paralisação das atividades portuárias em Itajaí entre 10 e 19 de outubro, o complexo deixou de arrecadar R$ 31,68 milhões. Cerca de 19,8 mil contêineres não puderam ser embarcados em razão do assoreamento dos acessos do complexo portuário e consequente limitação na movimentação de embarcações. Estima-se que a redução da profundidade da bacia e seus acessos faz com que o porto opere com 40% de sua capacidade operacional. Escalas e cargas que não podem ser realizadas ou embarcadas são canceladas ou encaminhadas para outros portos, o que causa sérios prejuízos para toda a cadeia logística.

Entre outras obrigações, o edital também prevê a exigibilidade do cumprimento de normas de sustentabilidade ambiental, que incluem treinamento de empregados nos três primeiros meses de execução contratual para redução de energia elétrica, consumo de água e produção de resíduos sólidos, bem como capacitação em boas práticas de redução de desperdícios e poluição, entre outros.

Por Redação

Deixe uma resposta