ABS libera o Ethane Crystal para operação, o primeiro VLEC do mundo

0

Ethane crystal - Foto: lappino

A Sociedade Classificadora American Bureau of Shipping (ABS) classificou o navio Ethane Crystal, o primeiro Very Large Ethane Carrier (VLEC), de propriedade da empresa indiana Reliance Industries Limited (Reliance) recentemente aprovado em prova de mar.

O Ethane Crystal foi entregue à empresa japonesa Mitsui O.S.K. Lines (MOL), que afretou o mesmo a casco nu, pelo estaleiro coreano Samsung Heavy Industries (SHI) na semana passada, dia 6 de Novembro.

O Ethane Crystal pode carregar até 87 mil M3 de etanol. Foto: lapinno
O Ethane Crystal pode carregar até 87 mil M3 de etanol. Foto: lapinno

O navio, que possui 57,494 toneladas de arqueação bruta e impressionantes 228 metros de comprimento total por 37 metros de boca, é o primeiro de uma série de seis VLECs encomendados pela Reliance ao Estaleiro Samsung em julho de 2014. A MOL vai operar e gerenciar as seis unidades.

ethane-crystal-2
Ethane Crystal em prova de mar – Foto: Samsung Heavy Industries

Além de carregar gás etano, o navio também pode carregar gás liquefeito de petróleo (LPG).

Com uma capacidade de carga de 87 mil M3, o navio é o primeiro a ser construído com sistema de contenção de carga com membrana especialmente projetada com a notação GTT Mark III.

abs_logo

A ABS declarou que este navio representa um grande passo desde a entrega dos dois maiores navios para transporte de gás etano em operação classificados por ela, com capacidade de carregamento de 37 mil M3 de gás etano, o Navigator Aurora e o Navigator Eclipse.

“A ABS está muito orgulhosa por ter sido escolhida para classificar este navio e assim ser designada como uma consultora técnica confiável, trabalhando lado a lado dos armadores, estaleiros, time de projeto, autoridades de bandeira e marítima para promover o máximo de segurança através do desenvolvimento do maior navio de transporte de etanol do mundo”, declarou Christopher J. Wiernicki, Presidente da ABS. 

A demanda por este tipo de navio surge em meio ao aumento de produção de gás etano derivado do óleo de xisto na América do Norte, de acordo com a classificadora.

Navigator aurora era, até então, juntamente com o Navigator Eclipse, o maior navio pára transporte de etanol do mundo
O Navigator Aurora era, até então, juntamente com o Navigator Eclipse, o maior navio pára transporte de gás etano do mundo – Foto: Justin Zhuyan

O navio pretende cobrir a linha entre a América do Norte e Índia, transportando etanol que será usado para consumo local nas plantas petroquímicas.

Mais um avanço tecnológico num momento onde mais é menos e menos é mais, em face do excesso de navios disponíveis no Mercado.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta