BW Offshore deve receber o seguro da FPSO Cidade de São Mateus ainda no primeiro trimestre

0

A BW Offshore chegou a um acordo com suas seguradoras em relação ao acidente ocorrido a bordo da FPSO Cidade de São Mateus a cerca de dois anos atrás, quando a mesma operava no pós-sal dos campos de Camarupim e Camarupim Norte, no litoral do Espírito Santo, a cerca de 120 km da costa.

Para quem não lembra, a FPSO sofreu uma grande explosão em fevereiro de 2015 durante operação em que estava contratada pela Petrobras, em um acidente que resultou na morte de nove tripulantes e desde então a BW Offshore tem negociado com as suas seguradoras para receber o valor segurado.

As partes chegaram a um valor de US$ 250 milhões a serem recebidos pela BW e a empresa deve receber o valor já no primeiro trimestre de 2017.

FPSO Cidade de São Mateus no estaleiro Keppel, em Cingapura – Foto: Vladimir Knyaz / Shipspotting

A FPSO Cidade de São Mateus, que sofreu sérios danos com a explosão, segue em reparos no Estaleiro Keppel, em Cingapura e a previsão da BW Offshore é que a mesma retorne às operações no final de 2017. porém, não se tem certeza ainda se a mesma voltará a ficar operacional.

Para quem não lembra, segue gráfico informativo publicado pelo Jornal A Gazeta na época – clique para ampliar

O prejuízo relacionado ao valor do navio, que havia sido contabilizado em US$ 160 milhões em 2015, agora será acrescido de mais US$ 140 milhões, ou seja: uma depreciação acumulada de US$ 300 milhões.

Uma forte pancada para qualquer armador, independentemente de seu tamanho.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta