Rapidinhas do Petróleo

0

Faz muito tempo você não lê uma Rapidinha no Portal Marítimo, hein? Os caras da foto aí estavam atentos esperando também… Pra matar saudades, lá vamos nós! México, Irã, Arábia Saudita… O mundo está tentando reagir à crise no setor petrolífero e acontece de tudo um pouco.

Irã confiante na OPEP – O Ministro Bijan Namdar Zanganehdo, titular da pasta do Petróleo, declarou estar confiante de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e países não membros estão comprometidos com o acordo de redução de produção fechado em novembro, ressaltando que os preços do petróleo podem aumentar ainda mais como resultado do acerto.

Arábia Saudita reafirma compromisso – Khalid al-Falih, Ministro da Energia da Arábia Saudita, reforçou em declaração dada em evento que ocorre em Abu Dhabi,  o compromisso do país em aderir fielmente ao acordo, podendo até mesmo manter sua produção em níveis ligeiramente abaixo do acordado. Assim, a produção saudita deve se manter abaixo dos 10 milhões de barris por dia.

México correndo por fora – O The Wall Street Journal,em matéria publicada nesta segunda feira, dia 16, afirma que empresas americanas estão investindo pesado no setor petrolífero do país em campos terrestres e reservas de água profundas, privatizado há apenas um ano e meio. A Riverstone Holdings LLC, firma de private-equity com sede em Nova York, já destinou mais de US$ 1 bilhão em empreendimentos no setor de petróleo mexicano nos últimos dois anos. A firma financiou duas empresas exploradoras com a meta específica de lucrar com a privatização do setor — Sierra Oil & Gas e Avant Energia, que vão construir e operar dutos e refinarias. O Ministro de Energia do México, Pedro Joaquín Coldwell, declarou que o processo vai bem, obrigado:“Conseguimos mostrar Internacionalmente que o México tem um sistema de licitação de contratos de petróleo caracterizado por padrões elevados de transparência e igualdade de condições”.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta