Novas concessões ameaçam portos catarinenses

0

O Programa de Investimentos em Logística (PIL-I), lançado há dois anos pela ex-presidente Dilma, está sendo reavaliado pelos técnicos do Governo Temer, prevendo a transferência da produção do Oeste catarinense para o porto de Paranaguá, em detrimento dos portos de Itajaí e Navegantes.

A Empresa de Planejamento em Logística está para lançar o PIL-2, com alguns incentivos no novo programa de investimentos e dentro da política de Parcerias Público-Privadas. Entre os projetos em revisão estão a BR-101, trecho sul em Santa Catarina, e a Rodovia do Frango.

Para evitar que o pior aconteça à economia estadual e que os portos sejam esvaziados, o Deputado Esperidião Amin (PP) enviou documento ao coordenador do Fórum Parlamentar, Senador Dalírio Beber (PSDB). Adverte para as ameaças federais sobre Santa Catarina e propõe uma audiência na Secretaria Geral da Presidência da República e ANTT objetivando obstruir esse intento lesivo aos interesses de nosso Estado¿. Amin formalizou alerta sobre estas ameaças em 2015.

Os estudos atuais preveem que a Rodovia do Franco, há mais de 40 anos reivindicação catarinense ligando o oeste ao litoral pelo Vale do Itajaí, faça a interligação do Oeste com o porto de Paranaguá. Na prática, duplicada a BR-153 e ligando-a à BR-480 duplicada no Paraná, as transportadoras buscarão a estrada em melhores condições no Estado vizinho, abandonando a BR-470, ligada direto em Itajaí e Navegantes, hoje já em situação precaríssima e com congestionamentos gigantescos.

Não é tem urgente só pra o Fórum. Deve ser prioridade para as entidades empresariais, a Assembleia e o Governador Raimundo Colombo.

Fonte: Moacir Pereira / Diário Catarinense

Por Redação

Deixe uma resposta