A Maersk tem novo Presidente e mais uma vez revoluciona o mercado

0

Michael Pram Rasmussen anunciou que deixa a cadeira da presidência da empresa até março deste ano e segue para uma merecida aposentadoria após 18 na empresa e foi a cabeça pensante por trás de diversas estratégias do grupo que marcaram a história recente da Maersk e criaram verdadeiras tendências no Mercado com benchmarks que são grandes lições de Gestão para qualquer administração que se preze.

Seu “canto do cisne” foi a divisão recente do grupo em duas partes numa estratégia para passar pela crise enxugando a empresa sem comprometer o alto padrão já conhecido mundialmente.

Com o anúncio, o Conselho de Diretores da empresa adiantou o nome de Jim Hagemann Snabe, que é o atual Presidente da Siemens e que deve ser eleito em Assembleia prevista para o dia 28 de Março.

Jim Hagemann Snabe tem 51 anos e já faz parte do Conselho de Diretores da empresas e sendo agora o Presidente de duas grandes empresas, a Maersk e a Siemens, grandes decisões passarão por suas mãos e quem sabe boas sinergias entre as empresas. Ele foi o CEO da empresa alemã SAP e é conhecido comum dos grandes papas do setor de TI e sua eleição para a Presidência da Maersk marca uma nova era na empresa.

Dificilmente Snabe conseguirá permanecer a frente das duas empresas, diante da dura rotina imposta pelo cargo em ambas as organizações,mas principalmente por causa da pressão que receberá diretamente de Copenhagen.

Snabe é conhecido no meio como “Mr Conectivity”, em bom português,”Senhor Conectividade”, é a segunda pessoa que ocupa a cadeira da Presidência da empresa sem ser da família Maersk. O primeiro a fazer isso foi Rasmussen.

Ele é conhecido como um profissional altamente qualificado e capaz de trazer todos os benefícios que a tecnologia da informação com todas as suas ferramentas pode provocar em uma organização. Um ótimo negociador e dono de habilidades inigualáveis na maneira como se comunica, o que fará toda a diferença para um executivo desta importância e que não vem de uma área diretamente envolvida no core business da empresa.

Snabe talvez marque o início de uma nova era, fruto do papel cada vez relevante dos profissionais de TI nas empresas que desenvolvem ideias inovadoras melhorando processos, economizando recursos e otimizando a performance dessas organizações.

É como dizia o velho “Chacrinha”, que juntamente com Silvio Santos tem seu lugar no topo entre os melhores comunicadores do Brasil:”Quem não se comunica se trumbica”.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta