Operação Salva Vidas – Polícia Federal vai coibir tráfico de drogas nos cruzeiros marítimos em Santos

0

A Polícia Federal inicia, a partir desta sexta-feira (24), a quinta edição da Operação Salva Vidas com o objetivo de coibir o embarque de drogas nos cruzeiros marítimos durante o Carnaval em Santos. A previsão é que mais de 20 mil pessoas passem pelo cais, que recebe a escala de quatro navios de passageiros neste fim de semana.

Ao menos 20 policiais federais vão permanecer de plantão no Terminal de Passageiros Giusfredo Santini durante o período. Eles terão o apoio de equipes da Receita Federal, da Guarda Portuária, das policias Civil e Militar, além de do Concais, que administra a instalação localizada em Outeirinhos, na Margem Direita do Porto de Santos.

“O volume de ocorrências acompanha a quantidade de navios atracados. Nosso objetivo é coibir o consumo (de substâncias ilícitas), assim como o embarque delas”, explica o delegado Rômulo de Castro, responsável pela operação. O período é considerado crítico em razão das viagens temáticas para as festas de carnaval.

Além do reforço de pessoal, escâneres e cães farejadores serão utilizados nas áreas comuns do terminal e também nas bagagens. Todo e qualquer flagrante será encaminhado à delegacia da Polícia Federal, localizada no Concais. Haverá autuação e detenção mesmo em ocorrências que caracterizem consumo individual de entorpecentes.

Passageiros 

Segundo o Concais, ao menos 11 mil passageiros vão embarcar nos quatro navios previstos para fazer escala no cais santista neste início de carnaval. Nesta sexta, o Costa Fascinosa atraca com 3206 hóspedes (3003 desembarcam e 203 ficam em trânsito a bordo). O cruzeiro receberá 2.976 pessoas à tarde para viagem ao Sul.

No sábado (25), é a vez do MSC Preziosa e o Sovereign, da Pullmantur, que seguem viagem para o Litoral Norte de São Paulo, litoral fluminense e o Nordeste. No domingo (26), a escala única é do MSC Musica, que seguirá roteiro internacional para cidades no Uruguai e na Argentina. Todos retornam a Santos ao longo da próxima semana.

Fonte: José Claudio Pimentel / A Tribuna

Por Redação

Deixe uma resposta