Governo do Amazonas usa barco especial para atender municípios ribeirinhos

0

Os municípios da calha do rio Juruá vão receber as ações do barco “Todos pela Vida”  que foi reformado com recursos do Fundo de Promoção Social (FPS) da ordem de R$ 7 milhões. A embarcação foi reinaugurada agora há pouco pelo Governador José Melo e a Presidente do FPS, a Primeira-Dama Edilene Gomes de Oliveira.

O barco integra as atividades do Programa de Atendimento Itinerante (PAI). A inauguração ocorreu no Juruá Estaleiros e Navegação, estrada do Brito, quilômetro 1, distrito Cacau Pirera, Município de Iranduba (a 68 quilômetros de Manaus).

A missão principal é levar, através da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), mais de 30 serviços à população do interior do Estado, como emissão de documentos, atendimentos previdenciários e de saúde, assistência social, cultura e ações de cumprimento da agenda Criança Amazônia, para efetivar políticas públicas que beneficiem crianças e adolescentes e suas famílias.

Uma das grandes novidades e que, por meio da embarcação, às populações ribeirinhas terão acesso a um exame preventivo mais moderno e eficaz no diagnóstico de inflamações pré-cancerosas e do câncer de colo de útero: em vez Do Papanicolau tradicional, o barco vai oferecer a citologia em meio líquido.

O Barco PAI tem a capacidade de atender até 1.500 pessoas por dia. Com 60 pessoas (entre servidores e tripulação), a embarcação vai passar 100 dias atendendo sete municípios e 23 comunidades rurais. A primeira ação será em Envira (a 1,208 quilômetros de Manaus).

“A inauguração desse barco é um avanço na cidadania para os moradores distantes dessas comunidades que não tinham uma luz de esperança. O barco chego levando cidadania”, disse o Governador José Melo.

Próximos vão para o Purus e Alto Solimões

Segundo a programação da Sejusc, o barco PAI “Todos pela Vida” inaugurado ontem vai chegar ao Município de Envira no dia 28. As outras duas embarcações aidna estão em reforma, com previsão de conclusão para abril, tendo como destino os municípios das calhas do Purus e do Alto Solimões.

Emoção ao falar sobre o câncer

A ginecologista  Mônica Bandeira, especialista em câncer de cólo uterino da Fundação Centro de Oncologia do Amazonas (FCecon), comentou, durante a inauguração do Barco PAI, sobre a importância do novo método de exame que será disponibilizado na embarcação para as ribeirinhas.

“Estou no FCecon há 25 anos e continuo assistindo mulheres morrendo por câncer de colo uterino. Essa minha busca pela prevenção já vem há muito tempo e quando a gente encontra a necessidade de quem precisa e está completamente longe , distante do alcance dos exames de prevenção, e encontra pessoas de vontade como o governador e a primeira dama, eu só tenho uma palavra a dizer: gratidão”, explicou ela, emocionada.

Ano passado, um total de 160 mulheres morreram por conta do câncer de colo uterino dentro da Fundação Cecon. “Essa realidade tem que mudar”, disse ela, torcendo pelo sucesso das ações do barco.

Fonte: Paulo André Nunes / A Crítica

Por Redação

Deixe uma resposta