Capitão de Cabotagem aponta solução para o Porto de Mucuripe

0

A alternativa para o Porto do Mucuripe, ainda na década de 1990, era a expansão para a região da Praia do Futuro. “A ideia era fazer um espigão e rebater o porto para a praia. Teria um calado de até 14 metros, mas não adiantaria muito por causa do porte das embarcações que atracariam”, relembra Victor Samuel, ex-diretor administrativo da Companhia de Desenvolvimento Industrial e Turístico do Ceará (Coditur).

O projeto da refinaria e da siderúrgica também estava contemplado. “A pergunta era como faríamos as duas tendo o Mucuripe como base. Os oleodutos poderiam passar pelo bairro Dunas”, adianta. Segundo ele, o projeto continua falhas estruturais. Cercado pela Cidade, o porto não tinha base para crescimento da retroárea.

Com conhecimento na profissão de capitão de cabotagem da Marinha Mercante, iniciou o levantamento por conta própria. “Estudei a costa do Ceará, de Icapuí a Camocim. Também me baseei mapas norte-americanos”, destaca informando que os estudos começaram entre 1993/1994. Mas apenas em 1995 o modelo foi aceito como alternativa.

Apesar do desenvolvimento do Porto do Pecém, Victor aponta problemas para os próximos anos com relação à infraestrutura. “Falta muita coisa, entre elas, ampliar o porto, duplicar vias de acesso, iniciar o terminal de trens. É preciso concluir a logística”, finaliza.

Fonte: Átila Nunes /O Povo

Por Redação

Deixe uma resposta