FPSO Pioneiro de Libra já está vindo para o Brasil

2
Foto: Felipe Kateb Botelho

O navio-plataforma FPSO Pioneiro de Libra deixou nesta terça-feira, 28/3, o estaleiro Jurong, em Cingapura, e iniciou viagem rumo ao bloco de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos. O FPSO, afretado pelo Consórcio de Libra ao Consórcio OOGTK, será utilizado no programa de Testes de Longa Duração (TLD) do bloco de Libra.

A unidade é resultado da conversão do navio petroleiro Navion Norvegia e possui capacidade para processar 50 mil barris de petróleo por dia e comprimir e reinjetar 4 milhões de m3/dia de gás associado. FPSO (Floating Production Storage Offloading Unit) é a sigla em inglês que identifica uma unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo.

A expectativa é de que a plataforma chegue ao Brasil no início de junho e seu primeiro teste de longa duração comece em meados de 2017. O FPSO será o primeiro a atuar no bloco de Libra. O TLD tem por objetivo reduzir os riscos e otimizar os sistemas definitivos de produção da área.

O Consórcio de Libra é formado pela Petrobras (operadora com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC (10%), tendo como gestora do contrato de partilha da produção a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA).

Fonte: Petrobras

Por Redação

2 COMENTÁRIOS

  1. Bela unidade.. Único ponto que causa estranheza é por ser turret, para muitas operações necessita de apoio de ahts para segurar popa..

Deixe uma resposta