North Atlantic consegue dois contratos, mas Seadrill segue na berlinda

0

A luta da Seadrill pela sobrevivência segue firme, principalmente após a extensão dos prazos para o pagamento da maior parte de sua dívida para Julho, dando tempo para que a empresa continue negociando as outras partes da dívida com as diversas partes interessadas, entre investidores, acionistas e credores.

A empresa já desvalorizou 97% desde 2014.

Enquanto isso, sua subsidiária North Atlantic Drilling conseguiu assinar dois contratos com a ConocoPhillips, garantindo utilização para as plataformas auto eleváveis West Linus e West Lara, num total de US$ 1,4 bilhões.

A notícia é boa, mas a luta continua com John Fredriksen atuando fortemente na recuperação da Seadrill e, como ele mesmo destacou, trabalhando 18 horas por dia. sempre confiante.

O executivo já recuperou empresas como Frontline, Archer, Ardacia Petroleum, Deep Sea Supply, e Golden Ocean e sempre destaca que o envolvimento de todos é primordial para que a empresa se recupere.

O pedido de falência não está totalmente descartado, apesar de todos os esforços estarem sendo feitos para que isto não ocorra.

E é bom que se recupere mesmo, pois são 7 mil funcionários em 15 países diferentes, contando com isso.

A dívida da empresa é de US$ 12,8 bilhões a cerca de 40 credores diferentes.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta