Rapidinhas – Petróleo em destaque

0
322

As rapidinhas de hoje trazem o petróleo em destaque, com movimentos estranhos das autoridades brasileiras, ignorando superfaturamentos, movimentos esperados por parte do Banco Mundial, já que caminhamos para as energias renováveis e um movimento certeiro da Petrobras, ofertando ações da BR Distribuidora. Corre aí, campanha!

SBM beneficiada por acordo de leniência – Foi autorizado nesta terça-feira, dia 12, pelo TCU (Tribunal de Contas da União) o acordo de leniência entre o Governo Federal e SBM Offshore. O acordo, que foi negociado há dois anos e meio, foi aprovado em sessão secreta e estabeleceu uma multa de R$ 1,1 bilhão, valor que representa um terço do que seria se levassem em conta os prejuízos com superfaturamento, como pena pelo envolvimento da empresa em esquemas de corrupção em negociações com a Petrobras.

Banco Mundial abandona petróleo e gás – Segundo o Jornal O Globo, o Banco Mundial anunciou nesta terça-feira na Cúpula do Clima, em Paris, que deixará de financiar a exploração e a extração de petróleo e gás após 2019, buscando, desta forma, alinhar-se ao que fora combinado no Acordo de Paris, assinado em 2015. Porém, o banco vai analisar alguns casos excepcionais de países realmente dependentes dessas fontes de energia. Os aportes de exploração e produção representam cerca de 2% do portfólio do Banco, que afirma estar alinhado com seu objetivo de dedicar 28% de seus empréstimos à luta a favor do clima até 2020. O banco informa que, a partir do ano que vem, vai publicar anualmente todas as emissões de gases do efeito estufa decorrentes de projetos que financiar nos setores com maiores índices de emissões.

BR Distribuidora vai render bilhões à Petrobras – A BR Distribuidora deve garantir à Petrobras uma arrecadação de até R$ 7,5 bilhões através de sua abertura de capital, que atraiu investidores do Brasil e do mundo, tanto empresas como pessoas físicas. As ações terão sua estreia na Bolsa de Valores nesta sexta-feira. A BR jogou o preço de suas ações mais de 30% abaixo de sua concorrente direta, a Ultrapar, ligada à Ipiranga.

Por Redação

Deixe uma resposta