Porto de Itajaí inaugura berço de atracação após reforma

0
865
Foto: Luciano Sens

Na próxima segunda-feira, 18 de dezembro de 2017, será um dia histórico para o município de Itajaí e seu Complexo Portuário. A Superintendência do Porto de Itajaí e o Município de Itajaí, juntamente com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC) e Secretaria Nacional de Portos (SNP), estarão inaugurando as obras de Reforço e Realinhamento do Berço 03 (Porto Público).

A solenidade acontecerá na área do berço 03 e reunirá expressivo efetivo de pessoas que atuam junto ao Complexo Portuário de Itajaí, assim como representantes de órgãos intervenientes, de entidades de classe, autoridades políticas local, regional, estadual e nacional.

Em 20 de fevereiro de 2014 uma ordem de serviço foi assinada para dar continuidade nas obras do berço 03 ao qual o mesmo esteve em operações até julho de 2014. Nos períodos que as obras eram retomadas houve o apoio direto do Governo Federal através do Ministério dos Portos e Secretaria Nacional de Portos em investimentos na ordem de R$ 120 milhões para as obras de Reforço e Realinhamento dos berços 03 e 04. Em julho deste ano foi assinada a Ordem de Serviço no valor de R$ 18,8 milhões para mais uma etapa das obras de ambos os berços. Neste mês de dezembro completou 41 meses de trabalho para a sua entrega desde o projeto de execução inicial até o seu acabamento.

O berço 03 em sua extensão de cais tem em sua margem 210 metros de comprimento e suas obras foram executadas pela Serveng ENGENHARIA e contaram com o trabalho diário de até 60 operários. Suas etapas que compreendem desde o projeto ao acabamento iniciaram com levantamentos do cais anterior, elaboração de projetos de execução, demolição e retirada de sedimentos, cravação de estacas para realinhamento do berço, sendo 95 estacas de 50 metros de comprimento por 1 metro de diâmetro e cada estaca foi preenchida com 30 metros de concreto armado, concretagem das lajes e paramentos do berço e acabamentos nas estruturas de instalação de defensas e cabeços de amarração dos navios.

Assim como o berço 03 que se encontra concluído, o berço 04 está com suas obras em andamento e tem previsão de ser entregue em maio de 2018. Atualmente estão sendo realizados testes de perfuração e fragmentação das interferências submersas (concreto de até 40 centímetros de espessura), provenientes das estruturas dos antigos berços 03 e 04 que ruíram nas enchentes da década de 1980 (83 e 84). De acordo com a empreiteira, as lajes não podem ser retiradas e é necessária a realização de testes de perfuração para que se garanta a sustentação e a conclusão do berço 04 que terá em sua extensão 280 metros de comprimento.

Para o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, motivos não faltam para comemorar a retomada do crescimento portuário de Itajaí, “A entrega do berço 03 é muito importante para o nosso Porto de Itajaí, pois iremos recuperar boa parte da sua capacidade operacional e atender novas demandas que se ampliam através de novas linhas de serviços. Ganha a cidade num todo, ganha nossa sociedade, nossos empresários, a classe dos trabalhadores portuários, são todos fatores que irão girar mais ainda a roda da economia de Itajaí e possivelmente gerar mais empregos”, destacou.

O prefeito enfatiza ainda outras melhorias que estão sendo colocadas em prática no complexo portuário de Itajaí, “A finalização da dragagem do Canal do Rio Itajaí Açu para 14 metros de profundidade será anunciada assim como outras obras a exemplo da recuperação geral do berço 04 e construção da etapa 01 da Bacia de Evolução que está em andamento”, reforça Volnei.

Atualmente dados estatísticos indicam que o Complexo Portuário de Itajaí responde por mais de 60% da balança Comercial Estadual e 4% da Nacional. Com o retorno de movimentações no berço 03 e consequentemente com a volta das atividades também no berço 01 da arrendatária (APM Terminals), potencializará a capacidade operacional do Porto de Itajaí em 75%, o que impulsionará grande desenvolvimento socioeconômico para o Estado de Santa Catarina e região, “Operar somente com um berço não nos qualificava para competirmos no mercado portuário. Agora com a entrega concluída do berço 03 e o berço 01 com suas obras recuperadas será fundamental e muito importante para termos condições de mais atracações e assim permitir a geração de receita para o porto público, para APM Terminals, para o município de Itajaí e para os trabalhadores de classe portuária, logística e de comércio exterior”, declarou o Superintendente do Porto de Itajaí, Engenheiro Marcelo Werner Salles.

Com a enchente de 2008, o cais dos berços 01 e 02 ruíram e com isso suas atividades de movimentação portuária na época foram paralisadas levando a uma crise econômica nos anos seguintes tanto para o complexo e falta de receita para o município. Enquanto o berço 04 (280m) continua em construção, os berços 01(285m), 02 (275m) e 03 (210m), que estão margeados no sentido direito do Rio, ficarão com 770 metros de comprimento ao longo do cais. Somando com o berço 04 ficará em 1050 metros de extensão. Atualmente, a APM Terminals Itajaí opera um cais contíguo de 560 metros de comprimento na área arrendada do Porto de Itajaí.

“Quase uma década após a enchente de 2008, podemos dizer que os períodos decorrentes até os dias atuais, nós nunca mais tivemos as nossas estruturas aptas para exercer a atividade de movimentação de cargas. Nós tivemos num primeiro momento de 2008 a 2010 dois berços interditados, sendo o 01 e o 02, logo depois em 2011 novamente o berço 01 da APMT sofreu abalos, mais a frente em 2014, os berços 03 e 04 foram interditados para a realização de seu realinhamento, em 2015 novamente o berço 01 da APMT ficou interditado. A próxima segunda-feira será de fato emblemática para o Porto de Itajaí, pois a partir desta data o porto recuperará à partir de janeiro de 2018 três vezes mais de sua capacidade operacional. De um berço que tivemos operando em quase uma década para três berços, certamente Itajaí volta a mudar sua história para um novo e grande ciclo de crescimento”, lembrou Salles.

“Um dos principais requisitos para competirmos por mais linhas é a disponibilidade do nosso cais. Com a entrada em operação do berço 03 imediatamente e a continuidade das obras do berço 4 no primeiro semestre de 2018, teremos mais oportunidades de aumentar o portfólio de serviços oferecidos por Itajaí. Além disso, temos a retomada das atividades também no berço 01, que passou por breves obras de reforço, dispondo de mais uma área nobre para a atracação de navios”, completou o Diretor Superintendente da APM Terminais do Brasil, Ricardo Arten.

Por Redação 

Deixe uma resposta