Assinado acordo na Justiça Federal sobre naufrágio em Barcarena

0
Cerca de 5 mil bois estavam na embarcação que afundou (Foto: Renato Pereira/ Arquivo pessoal)

Os envolvidos no naufrágio de um navio com cinco mil bois vivos, em outubro de 2015, em Barcarena, no Pará, assinaram acordo na Justiça Federal.

A Companhia Docas do Pará (CDP) e a Minerva – proprietária dos bois que morreram no acidente, se comprometeram a destinar mais R$ 7 milhões para as comunidades afetadas pelo acidente. Os recursos vão compor um fundo criado especificamente para financiamento de projetos ligados ao meio ambiente.

Com o naufrágio no Rio Pará, a região da praia da Vila do Conde ficou poluída pelos restos dos animais mortos e vazamento de óleo e feno.

A Minerva vai fazer o monitoramento das carcaças das reses mortas, que ainda estão enterradas no Porto de Vila do Conde e áreas próximas.

A CDP terá que fazer o resgate do navio Haidar do fundo das águas do Rio. A Companhia informou que aguarda a homologação prevista para fevereiro de 2018 para tomar as devidas providências.

O acordo soluciona os processos judiciais movidos pelos Ministérios Público Federal e Estadual.

Fonte: EBC

Por Redação

Deixe uma resposta