BNDES diminui spread, aumenta prazos e beneficia hidrovias

0
124

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) diminuiu o spread bancário (a taxa que define a remuneração do banco) em financiamentos de áreas prioritárias para o País, como segurança pública, saneamento, energias renováveis e inovação. Isso torna as condições ainda mais favoráveis para os clientes e incentiva os investimentos.

Anteriormente, o banco se remunerava a partir da mesma taxa, 1,7%, para todos os tipos de financiamento. Agora, projetos em setores estratégicos têm taxa de 0,9%, como a segurança. Já as outras áreas têm spreads que variam de 2,1% a 1,3%. Das atividades atuais do banco, 85% terão taxas mantidas ou menores.

Infraestrutura

A infraestrutura também foi privilegiada pela instituição: os prazos para os financiamentos nessa área foram aumentados para até 34 anos. Obras de mobilidade urbana e transportes, como ferrovias, rodovias e hidrovias, poderão ser financiadas com o prazo máximo. Já empreendimentos ligados a energias alternativas, exportação, aeroportos e portos terão limite de 24 anos.

“Vamos atribuir menor ou maior prioridade conforme tabela que fatalmente é crescente em termos de spreads. Antes, o banco não diferenciava”, esclareceu o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro. “O banco reconhece que dispõe de recursos suficientes para, sem prejuízo da sua rentabilidade, fazer esse movimento em favor do cliente.”

*com informações do Governo Federal

Por Redação 

Deixe uma resposta