Dança das cadeiras no MTPAC mostra a delicada situação da pasta

0
766
Valter Casimiro – Foto: Senado

Valter Casimiro, novo Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, deu recentes declarações à imprensa afirmando que todos os pedidos de prorrogação de arrendamento de áreas portuárias serão avaliados um a um, podendo ou não terem deferidas as prorrogações.

O ministro deixou a diretoria geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para assumir a pasta, substituindo Mauricio Quintella, que precisou deixar o cargo para concorrer a uma das vagas no Senado Federal pelo Estado de Alagoas nas próximas eleições.

A dança das cadeiras no MTPAC tem gerado muita polêmica no meio político, não somente pelo já conhecido Decreto dos Portos (Decreto 9.048), que deixou o Presidente da República, Michel Temer, em situação extremamente delicada em face de possíveis atos de corrupção cometidos.

Casimiro está literalmente “pisando em ovos” e sabe que todo cuidado é necessário em cada movimento seu à frente da pasta. O caso envolve possíveis beneficiamentos a agentes privados, desde a até então desconhecida Rodrimar, até o poderoso Grupo Libra, podendo ter envolvido, inclusive, um sistema de pagamentos de propinas à ANTAQ, Agência do Governo que regula o setor.

A PF está revirando tudo o que aconteceu no setor dos portos nos últimos 20 anos, pois há fortes indícios de um esquema funcionando por todo este tempo e beneficiando empresas aliadas a políticos em todo o Brasil.

Como se não bastasse e não fossem suficientes os problemas já existentes, antes de deixar o Ministério, em pedido protocolado às 18:23 do último dia 28, no apagar das luzes, Maurício Quintella indicou Daniel Maciel de Menezes Silva para o cargo de Diretor da ANTAQ, em ato interpretado por muitos como retaliação ao ex-diretor, Adalberto Tokarski.

Nos bastidores já era considerado o retorno de Tokarski à diretoria da ANTAQ, figura bastante conhecida por ter feito uma denúncia junto ao MPF, acusando diretores da Agência de terem favorecido empresas no setor de portos.

Por Redação

Deixe uma resposta