Empresas do Grupo Maersk criam nova joint venture para descomissionamentos de campos maduros

0
3948

A Maersk Drilling informou nesta quinta-feira que está estabelecendo uma joint venture, ainda sem um nome definido, com a Maersk Supply Service para serviços de descomissionamento de campos petrolíferos, onde cada empresa terá 50% de participação.

Juntas, as empresas do Grupo A.P. Moller Maersk conseguem cobrir cerca de 80% dos trabalhos realizados no descomissionamento de um campo petrolífero, e realizará serviços como tamponamento, e abandono de poços, reboque de unidades flutuantes e desmobilização de equipamentos submarinos. Tudo isso com a expertise do Grupo em gerenciamento de Projetos e visando, num futuro próximo, fornecer um serviço completo, sem interferências de terceiros.

O serviço é dasafiador e vai precisar de gente bastante experiente para manter os possíveis problemas sob controle e com o crescimento da quantidade de campos maduros já na época de descomissionamento, os órgãos governamentais de diversos países e os operadores de campos petrolíferos buscam exatamente este perfil de empresa para executar esta tarefa.

Com a experiência e diversificação de serviços oferecidos pela joint venture, a Maersk certamente espera ter os riscos e os custos deste serviço bastante reduzidos, entregando aos seus clientes soluções de altíssimo valor agregado, flexíveis e, principalmente, confiáveis.

A Maersk Drilling e a Maersk Supply Service já executaram descomissionamentos para vários clientes, sempre com a Maersk Drilling fazendo o tamponamento e abandono do poço enquanto a Maersk Supply Service fazia toda a cobertura de Apoio Marítimo, sendo responsável pela engenharia, gerenciamento de empresas contratadas, logística e recolhimento de equipamentos descomissionados.

O investimento inicial na joint venture foi de US$ 20 milhões, para cobrir os primeiros anos de operação e o Plano de Negócios prevê três projetos por ano até 2020, com um aumento uniforme de receitas nos primeiros cinco anos.

Lars Banke, atualmente na Total, que comprou a Maersk Oil, foi escolhido como Diretor Executivo e Jens Klit Thomsen, que atualmente é o Diretor de Desenvolvimento de Negócios de Descomissionamento na Maersk Supply Service será o Diretor Comercial da nova entidade do Grupo A.P. Moller Maersk.

O descomissionamento de campos maduros criou agora um grande negócio a ser explorado e as grandes organizações, que já enxergaram isso, vão se movimentando para aproveitar este filão do mercado que vai aquecer os negócios na área marítima por um tempo.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta