Em Cerimônia lotada, Almirante Lima Filho deixa a Diretoria de Portos e Costas

0
5185

Nesta terça-feira, dia 17, ocorreu a passagem do cargo da Diretor de Portos e Costas, marcando o fim de uma excelente gestão do Vice-Almirante Lima Filho à frente da DPC, onde esteve por dois anos e oito meses.

Em cerimônia presidida pelo Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, com a Guarda de Honra formada pelos alunos da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante e diante de centenas de convidados, o Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho deixou o cargo de Diretor de Portos e Costas, tendo assumido em seu lugar o Vice-Almirante Roberto Gondim Carneiro da Cunha.

O Almirante Roberto é um oficial de destaque na Marinha do Brasil e que ocupou dentre diversos cargos importantes, o cargo de Diretor de Gestão de Programas Estratégicos da Marinha e Chefe do Estado-Maior do Comando de Operações Navais. Natural do Amazonas, foi declarado Guarda-Marinha em 13 de dezembro de 1983, e teve como principais cargos / comissões:

– Imediato do Aviso de Instrução “Guarda-Marinha Brito” Comandante do Navio-Patrulha “Penedo”

– Imediato da Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina Comandante da Corveta “Inhaúma”

– Chefe do Estado-Maior Interino do Comando da Força de Superfície

– Chefe do Estado-Maior do Comando da 2a Divisão da Esquadra

– Vice-Diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo

– Subchefe de Organização do Estado-Maior da Armada

Suas principais condecorações foram a Ordem do Mérito da Defesa (Grau Oficial), Ordem do Mérito Naval (Grau Cavaleiro), Medalha da Vitória, Medalha Militar de Ouro, Medalha Mérito Tamandaré, Medalha Mérito Marinheiro (Quatro Âncoras), Medalha Mérito Santos Dumont e Medalha da Junta Interamericana de Defesa.

Almirantes Roberto e Lima Filho acompanhados de suas digníssimas esposas

Com uma gestão marcada pela proximidade com a Comunidade Marítima e principalmente pelas portas abertas, o Almirante Lima Filho segue agora para a Reserva com a certeza do dever cumprido.

Em 41 anos de serviços prestados à Marinha, o Almirante Lima Filho, antes de ser comissionado em agosto de 2015 como Diretor de Portos e Costas, desempenhou importantes funções como Capitão dos Portos de Alagoas e do Rio de Janeiro, tendo também comandado as Forças Marítimas durante a Operação Panamax 2012, que é um exercício militar voltado à proteção e garantia do tráfego seguro através do Canal do Panamá, envolvendo mais de 15 países. Após uma passagem de oito meses no comando do 8º Distrito Naval, sediado em São Paulo, o Almirante esteve pelos últimos dois anos e meio à frente das diversas tarefas afetas à DPC, tais como àquelas referentes à Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário, às Normas da Autoridade Marítima (NORMAM), ao Ensino Profissional Marítimo (EPM) e à prevenção da poluição hídrica.

Um fato curioso ocorrido durante a gestão de Lima Filho, mostrando, mais uma vez, o quanto a mesma foi diferenciada, foi o contato do Vice-Diretor de Portos e Costas com a Comunidade Marítima, geralmente uma figura que trabalha duríssimo, mas que dificilmente aparece. Neste caso, o CMG Lucio, que agora está tambem na Reserva, desempenhou brilhantemente seu papel, pelo que pessoalmente agradecemos e deixamos aqui nosso registro.

Apesar da tristeza por estar envergando pela última vez o uniforme 5.3 de Marinha, do qual tanto se orgulha, o Almirante Lima Filho manifestou a importância do apoio de sua família e colegas de trabalho ao longo de sua carreira. Ele também expressou a todos sua felicidade em ter sido indicado pelo Comandante da Marinha do Brasil, o Excelentíssimo Sr. Almirante-de-Esquadra Leal Ferreira, para a Presidência do Tribunal Marítimo, fato que evidencia não somente suas virtudes pessoais e profissionais, mas também o quanto é diferenciado para ter em suas mãos tamanha responsabilidade e desafios.

Lima Filho no Colégio Militar

De Aluno do Colégio Militar do Rio de Janeiro à Presidente do Tribunal Marítimo, a trajetória do Almirante Lima Filho é um exemplo lara todos nós. Zum Zaravalho!

Desejamos ao Almirante Lima Filho os melhores ventos no Tribunal Marítimo e uma ótima navegação ao Almirante Roberto frente à Diretoria de Portos e Costas à partir de agora.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta