É com muito pesar que informamos o falecimento do Sr. Jacques R. Saadé, fundador do Grupo  CMA CGM, neste dia 24 de junho, aos 81 anos de idade.

O executivo libanês nasceu no dia 7 de Fevereiro de 1937, na cidade de Beirute, tendo concluído sua formação em Economia na London School of Economics em 1957, com apenas 20 anos de idade, e rapidamente tomou a frente dos negócios de sua família, que na época era envolvida com o Agronegócio.

Mas foi em 1978, com sua mudança para Marselha, na França, durante a guerra civil que devastou o Líbano, deixando a situação em Beirute bastante desafiadora, que o Sr. Saadé fundou a Compagnie Maritime d’Affrètement (CMA), iniciando uma brilhante caminhada na Indústria Marítima. A empresa iniciou suas atividades com apenas quatro funcionários, um navio e cobrindo uma rota marítima, entre Marseille e Beirute.

Na década seguinte, mais precisamente em 1986, a CMA passou a cobrir mais uma rota, conectando agora o norte da Europa à Ásia.

O Sr. Jacques Saadé era uma homem à frente de seu tempo – Foto: Charlie Triballeau / AFP

Sempre visionário, e pensando anos e anos adiante, Saadé já acreditava, no início dos anos 90, na evolução do comércio internacional através da conteinerizacção máxima de cargas, utilizando navios conteineros cada vez maiores. Desta forma, em 1992, ele abre o primeiro escritório da CMA em Shanghai, já prevendo o monstruoso crescimento da Economia chinesa e vendo a necessidade de estar geograficamente inserido neste contexto, podendo aproveitar esta proximidade para realizar muitos negócios.

Seguindo adiante com sua visão expansionista, Saadé iniciou uma série de aquisições. A primeira e mais importante ocorreu em 1996, quando a CMA compra a Compagnie Générale Maritime (CGM) durante seu processo de privatização, e daí vem o nome da empresa CMA CGM, que somente apareceu para o Mercado em 1999, após a conclusão da aquisição.

E não parou por aí: em 1998 comprou a estatal australiana ANL (Australian National Line), em 2005 a francesa  Delmas e a chinesa Taiwan’s Cheng Lie Navigation Co.p. (CNC); e em 2007 comprou a alemã Mac Andrews, a marroquina COMANAV e a americana US Lines.

CMA CGM Tower, símbolo da cidade de Marselha

Mesmo com a expansão de seus negócios a nível mundial, o Sr. Saadé sempre manteve suas raízes fincadas na cidade de Marseille, chegando até mesmo a construir em 1998 a CMA CGM Tower, que é o símbolo da cidade. Marselha é a mais antiga cidade francesa e a segunda mais populosa. Construir um símbolo de modernidade que passou a ser o simbolo da cidade em um lugar que se confunde com a História da França é algo realmente extraordinário.

O Sr. Jacques R. Saadé representava uma grande liderança na Indústria e possuía uma ótima reputação mundialmente, tendo recebido diversas condecorações ao longo de sua vida, dentre as quais se destacam um título de Doutor Honorário da Universidade Americana no Líbano, a condecoração City of Hamburg’s Admiralitäts-Portugaleser; Comandante da Legião de Honra Francesa, a Lebanon’s National Order of the Cedar e Comandante da Ordre National du Mérite Maritime.

O império criado por Saadé envolve operações em 160 países, e, 5 continentes através de uma rede global de 755 agências. São mais de 30 mil funcionários pelo mundo. Em 2017 a CMA CGM transportou mais 19 milhões de TEUs.

Rodolphe Saadé segue à frente dos negócios da CMA CGM, mantendo o legado de seu pai vivo – Foto: Vincent Groizeleau

O Sr. Saadé deixa um legado para a Indústria Marítima e os negócios da empresa serão mantidos no mesmo rumo por seu filho Rodolphe Saadé, apontado como novo CEO da empresa no aniversário de 80 anos de seu pai, em 7 de Fevereiro de 2017, tendo sido indicado logo em seguida como Presidente do Conselho da empresa no mesmo ano.

Saadé, desta forma, entra para a galeria daqueles que marcaram a história da Marinha Mercante mundialmente por pensarem à frente de seu tempo e acreditarem em seus ideiais.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta