A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) registrou, no 1º semestre de 2018, um aumento de 42% na movimentação de Carga Conteinerizada (em TEUs), em relação ao mesmo período de 2017. De janeiro a junho de 2018, o Porto do Rio de Janeiro cresceu 10% e o Porto de Itaguaí 83% nessa natureza de carga, movimentando um total de 357.303 TEUs, sendo 151.721 no Porto do Rio de Janeiro e 205.582 no Porto de Itaguaí. Os dados foram analisados e divulgados pela Gerência de Inteligência de Mercado e Estatística da empresa.

Esse bom desempenho fez a arrendatária Sepetiba Tecon se posicionar em 5º lugar no ranking nacional dos principais terminais instalados em Portos Públicos que operam contêineres. Na cabotagem, a Sepetiba Tecon subiu três posições no ranking, passando a ocupar a terceira colocação, atrás apenas de Santos e Suape. Os referidos rankings são elaborados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ).

A movimentação total de cargas da CDRJ foi de 29.130.683 toneladas no 1º semestre de 2018, o que representa um crescimento de 2,8% em relação ao mesmo período do ano passado, com destaque para o acréscimo de 28,8% da Carga Conteinerizada e o forte aumento de 29,8% na movimentação de Granéis Líquidos.

No que diz respeito aos Granéis Sólidos, os destaques são o Ferro Gusa e os Produtos Siderúrgicos que, na comparação do 1º semestre de 2018 com 2017, registraram um aumento de 5% cada. Em menor representatividade na movimentação total do Porto do Rio de Janeiro, também merece destaque o crescimento de 21% na movimentação de Trigo nesse período de comparação.

É importante ressaltar que o 1º semestre de 2018 é o melhor já registrado nos últimos três anos para as seguintes cargas: Carvão Metalúrgico, Trigo, Ferro Gusa, Produtos Siderúrgicos, Roll-On / Roll-Off e Carga Conteinerizada.

O Porto do Rio de Janeiro registrou um crescimento expressivo de 14,7% na movimentação total, em toneladas, do 1º semestre de 2018, em comparação ao mesmo período de 2017.  Na Carga Conteinerizada, o destaque foi o aumento de 80% na importação de longo curso da arrendatária Libra. No caso da arrendatária Multiterminais, tanto a importação como a exportação de longo curso registraram aumento de 9% e 11%, respectivamente.

Já o Porto de Itaguaí teve um crescimento de 1,2% na movimentação total, com uma pequena redução de 1,7% na movimentação de Granéis Sólidos. Como destaque, é importante mencionar o aumento de 62,8% na movimentação de Carga Conteinerizada (em toneladas).

Por Redação

Deixe uma resposta